conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Sport: Everton projeta ritmo e eleva peso de jogos em casa

“Total obrigação de ganhar”, disse o jogador sobre sequência na Ilha

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

De volta, Everton Felipe estreou pelo Sport na derrota para o Flamengo, no último domingo, onde foi acionado ainda no decorrer do primeiro tempo por conta da lesão de Gustavo. Ao avaliar o retorno com a camisa rubro-negra, o meia-atacante destacou que ainda precisa melhorar o ritmo de jogo – não atuava há mais de dois meses – e projetou crescimento durante esta semana de treinamentos, no CT. 

LEIA: Segundo pior mandante, Sport faz jogos em casa para tentar deixar Z4

“O complicado quando se fica muito tempo sem jogar não é nem a parte física porque vinha treinando todo dia. Mas o ritmo de jogo, a respiração, é muito diferente. Então no segundo tempo senti muito a falta de ritmo, de dinâmica. Fazia um ano que eu não jogava mais de 45 minutos, então é muito ruim ficar tanto tempo sem jogar, deixa o atleta muito mal, fora de ritmo, perde muito o timing do jogo. Mas espero que aqui, podendo ter essa oportunidade, voltar a ter isso novamente”, disse.

“Estou projetando treinar no meu máximo porque cada dia assim é um ganho a mais, então tenho que aproveitar cada momento aqui dentro para poder chegar e igualar com todo mundo, que teoricamente estou atrás de todo mundo que vem treinando e jogando. Então tenho que buscar ficar o melhor possível, ganhar ritmo rápido, não temos muito tempo”, acrescentou.

Em relação aos próximos jogos, onde o Sport terá sequência em casa contra São Paulo e Chapecoense, Everton Felipe destacou a importância da sequência e afirmou que o Leão tem a ‘’obrigação’’ de vencer ambas.

“Sobre o jogo de domingo tem que ganhar de todo jeito, é ganhar ou ganhar. O empate é um resultado ruim, derrota nem se fala. Então temos que ganhar de todo jeito, com todo o respeito ao São Paulo, mas temos que ganhar. São dois jogos em casa que temos total obrigação de ganhar e vamos ganhar se Deus quiser”, concluiu.

Atualmente, o Rubro-negro abre a zona de rebaixamento, com 15 pontos, dois abaixo do primeiro time fora da degola (Cuiabá). Próximos adversários, o time paulista tem 18, enquanto a equipe catarinense é lanterna, com apenas cinco.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending