conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Treinos, ”atitude”, estrutura e adaptação: Florentín elogia primeira semana no Sport

Treinador fez avaliação sobre primeiros dias no clube; confira

Publicados

em

O técnico Gustavo Florentín concluiu, nesta sexta-feira, a primeira semana de trabalhos com o elenco à frente do Sport. Pela manhã, antes da viagem ao Paraná, onde o Sport enfrenta o Athletico, domingo, o treinador fez uma avaliação geral da preparação do Leão e mostrou-se bem satisfeito. A começar pelos treinamentos.

“A semana foi muito boa, com muita predisposição dos jogadores em nosso trabalho. Completamos nossa semana de muita intensidade, muita dinâmica, com base no que estamos acostumados a trabalhar para que os jogadores possam se soltar e se acostumar ao nosso ritmo de treinamento para chegar bem no domingo contra o Athletico”, disse Florentín.

Além disso, o treinador paraguaio destacou o comportamento dos atletas, especialmente na busca pela já mencionada intensidade, algo que quer elevar o quanto antes na equipe.

“Uma impressão muito boa. A atitude foi muito boa e isso ajuda para que os jogadores possam ter um bom treinamento no dia-a-dia. Temos que marcar, ser determinante, agressivo na hora de marcar, de atacar, porque necessitamos melhorar nesse aspecto e treinando dessa maneira vamos estar mais perto da vitória do que da derrota”, acrescentou.

Por fim, Gustavo Florentín avaliou a adaptação ao Recife, onde afirmou estar bem ambientado por conta do clima, e analisou também a estrutura do Sport, com novos elogios.

“Não tivemos nenhum inconveniente com relação à adaptação. O calor é similar ao Paraguai. A infraestrutura é muito boa e eu havia dito na minha primeira entrevista que nos últimos cinco anos, eu vivi de uma forma de conhecer o Brasil, vários clubes, as instalações, a infraestrutura. E isso melhora muito para eu estar aqui e me adaptar rapidamente”, concluiu.

Atualmente, o Rubro-negro aparece em penúltimo lugar no Brasileirão, com 16 pontos, dois abaixo do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending