conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Com um a menos, Náutico sai na frente e cede o empate ao Guarani na Série B

Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Antes da expulsão e depois da expulsão. Assim se divide o jogo entre Náutico e Guarani na tarde deste sábado. O jogo morno e travado antes do cartão vermelho mostrado para o atacante Iago Dias, do Timbu, no fim do primeiro tempo, se tornou um jogo de dois gols e bastante pressão ofensiva no restante da partida. Com isso, pernambucanos e paulistas ficaram no empate em 1 a 1, com Jean Carlos abrindo para o Timbu e Bruno Sávio empatando. O guarani ainda teve um gol anulado por impedimento.

Como fica?

Com o empate, Náutico e Guarani seguem na mesma situação na briga pelo acesso. Os alvirrubros são os quintos colocados, enquanto os alviverdes são sétimos, com, respectivamente, 35 e 34 pontos. Agora, o Timbu volta a campo às 21h 30 da sexta, visitando o Vila Nova, enquanto o Bugre recebe o CSA às 16h da terça.

Primeiro tempo

Desde o início, o jogo teve um perfil muito travado e disputado, o que limitava a capacidade criativa dos dois times, muito presos na marcação adversária e com dificuldades para sair da amarração que existia no meio de campo. Esse jogo moroso seguiu até os 30 minutos do primeiro tempo, com poucas oportunidades criadas e pouca emoção.

A partir dali, o Náutico subiu um pouco o seu ritmo e conseguiu encontrar duas boas oportunidades seguidas. A cara do jogo, porém, só mudou de verdade aos 41, quando Iago Dias, do Náutico, foi expulso por uma reclamação que só deve ser melhor explicada na súmula. Quatro minutos depois, Giovanny recuperou a bola na defesa, disparou ao ataque e encontrou Jean Carlos subindo na área para chegar batendo na saída de Rafael Martins para abrir o placar.

A resposta bugrina, porém, foi imediata. Aos 47, Júlio César apareceu na área para cabecear o cruzamento de Bruno Sávio para o fundo das redes. O jogador, porém, estava em posição irregular na quando recebeu a bola, o que anulou o gol do empate.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o Náutico voltou com uma formação de mais contenção, o que acabou cedendo o meio de campo para o Guarani. Com isso o Bugre seguiu na alta voltagem que vinha apresentando nos minutos finais da primeira etapa, em busca do gol de empate, que não demoraria a vir.

Com os paulistas marcando alto e trabalhando bem as brechas da defesa do Náutico, Bidu recuperou a bola no ataque aos 8, trabalhou com Júlio César, que cruzou da esquerda para Bruno Sávio igualar o placar. O lance também era polêmico, afinal, os alvirrubros pediram pênalti por um lance na origem daquela jogada, mas, dessa vez, a arbitragem de vídeo não indicou irregularidades.

Depois do gol, o Guarani seguiu na intensidade e o Náutico só conseguiu entrar no jogo por volta dos 15 minutos, equilibrando as ações do jogo. Para isso, o time precisou readquirir sua composição defensiva e ainda contou com os espaços deixados pelo Guarani a partir da entrada de Régis, que formou um time bem mais ofensivo.

Nisso, inclusive, o Náutico teve a melhor chance do segundo tempo, com Luiz Henrique, aos 25, tabelando com Giovanny e concluindo rasteiro para boa defesa de Rafael Martins. Mas ainda via um Bugre mais encaixado em campo, impulsionado, claro, pela vantagem numérica.

Ficha do jogo

Náutico 1
Alex Alves; Hereda (Yago Silva), Rafael Ribeiro, Camutanga e Bryan; Rhaldney (Luiz Henrique), Djavan e Jean Carlos (Taílson); Giovanny (Álvaro), Iago Dias e Guillermo Paiva (Matheus Trindade). Técnico: Marcelo Chamusca.

Guarani 1
Rafael Martins; Mateus Ludke, Thales (Índio), Carlão e Bidu; Bruno Silva, Rodrigo Andrade (Régis) e Andrigo; Bruno Sávio, Júlio César (Allanzinho) e Lucão do Break (Maxwell). Técnico: Daniel Paulista.

Local do jogo: Estádio dos Aflitos, no Recife-PE
Árbitro: Rafael Traci (SC)
Assistentes: Kleber Lúcio Gil (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC)
Gols: Jean Carlos (45’/1ºT | NAU), Bruno Sávio (8’/2ºT | GUA)
Cartões vermelhos: Iago Dias (NAU)
Cartões amarelos: Rafael Ribeiro, Camutanga, Alex Alves (NAU), Bidu (GUA)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending