conecte-se conosco
Mozart, técnico do CSA Mozart, técnico do CSA

ALCSASérie BÚltimas

Mozart avalia e lamenta chances perdidas pelo CSA em empate: ‘Gosto amargo’

Treinador avaliou o confronto diante do Vila Nova, no Rei Pelé; confira

Foto: Augusto Oliveira/ CSA

Publicados

em

O técnico Mozart lamentou bastante o empate em 1 a 1 do CSA diante do Vila Nova, na noite da última sexta-feira, no Rei Pelé. Não apenas pelo tropeço, mas pela superioridade que o Azulão exerceu durante praticamente toda a partida, com direito a várias chances perdidas. A partida, aliás, marcou a reestreia do comandante pelo time alagoano.

“Sou um cara bem crítico, mas, realmente, tivemos o domínio do jogo. No primeiro tempo foram 16 cruzamentos, tivemos um volume muito grande, boas finalizações com Gabriel, com Marco Túlio, o próprio Dellatorre. O goleiro foi o grande destaque deles no primeiro tempo”, analisou.

“Voltamos para o segundo, fizemos o gol, poderíamos ter matado o jogo, infelizmente, acabamos não fazendo o segundo gol. E, numa felicidade do Vila Nova e infelicidade nossa, eles empataram. Fica um gosto bem amargo, infelizmente. Mas é erguer a cabeça, continuar trabalhando, terça tem um jogo importante”, acrescentou Mozart.

O comandante alagoano avaliou ainda a queda de desempenho da equipe na etapa complementar, principal depois que o meia Gabriel foi suibstituído.

“Vejo que criamos algumas situações com as trocas e não vejo que caímos de rendimento. É que o rendimento de quem iniciou o jogo estava muito bom e entrar no jogo, manter esse rendimento, não é tão simples. Tem alguns jogadores que precisam de ritmo e eu tenho que dar ritmo pra eles”, concluiu.

Com o resultado, o CSA segue na 11ª colocação da Série B, com 29 pontos. Na sequência, Azulão volta a campo na próxima terça, diante do Guarani, no estádio Brinco de Ouro da Princesa, em Campinas-SP, às 16h.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending