conecte-se conosco

BASérie BÚltimasVitória

Wallace relata confiança em Wagner Lopes e espera retorno da torcida do Vitória

Pietro Carpi/EC Vitória

Publicados

em

O Vitória não vive um momento de tranquilidade na Série B. Na zona de rebaixamento, o clube se vê pressionado, mas com amplas esperanças de conseguir um resultado positivo na briga contra a queda. Analisando o momento, o zagueiro e capitão Wallace avaliou os problemas vividos pelo clube, além de comentar sobre o trabalho de Wagner Lopes e a expectativa pelo retorno do público aos estádios.

Na visão do experiente jogador, o momento ruim do Leão não pode ser creditado a apenas um fator, com a má sorte, aa falhas de competência e os elementos extracampo tendo pesos que influenciam no desempenho fraco que a equipe vem tendo nesta temporada.

“Acredito que essa fase é um misto de cada um desses três tópicos citados (sorte, competência e extracampo). A gente tem que passar dessa fase o mais rápido possível. É desconfortável. Mas tem que se manter positivo. É o que nos resta. E tentar se entregar cada jogo. Menos do que isso não pode ser”, afirmou, antes de comentar, também, sobre as quedas de rendimento que o Vitória vem tendo nos segundos tempos de seus jogos.

“Não é questão física, então não sei identificar e dizer o motivo exato. Mas acho que falta um pouco mais de concentração. A equipe tem jogado muito bem todos os primeiros tempos. No segundo tem tido quedas bruscas de rendimento. Tem que fazer uma avaliação mais coerente, mais a fundo para identificar o motivo”.

Wagner Lopes

Wallace também falou sobre o trabalho do treinador Wagner Lopes, que está no clube há sete partidas e conseguiu melhorar o rendimento médio do Vitória. Na visão do capitão, o comandante conseguiu a confiança do elenco.

“É um cara muito tranquilo, muito boa índole, muito coerente nas decisões. Nas falas e nas atitudes. Tem confiança total de todos os atletas. A gente está muito feliz, principalmente com o comportamento e modo de tratativa que ele tem com os atletas e todos os funcionários do clube”, disse Wallace, antes de valorizar os números do Vitória com Wagner.

“Nos últimos 5 jogos tivemos uma derrota, duas vitórias e dois empates. Um bom desempenho. Mas ainda é muito pouco para que a gente precisa, para sair dessa situação. A gente precisa ganhar o mais rápido possível. Entregar o máximo que a gente tem”.

Assim, ele também reafirmou a entrega que o time precisa para conseguir escapar do rebaixamento. “Pensamento é jogar jogo a jogo e ir pontuando o máximo que pudermos. Consequentemente a gente vai galgando coisas melhores na competição. Não dá para pensar além disso. Por mais que sejam três jogos, a gente tem que pensar por etapa”.

A Torcida do Vitória

Enquanto a maior parte da Série B já vai contar com retorno do público às arquibancadas, o Vitória vive a indefinição do Governo da Bahia e da Prefeitura de Salvador sobre o tema. Sem saber se isso ajudaria o geraria ainda mais tensão ao Leão, Wallace reforçou esse retorno como fundamental para o clube.

“Isso só quando retornar que a gente vai saber. Agora, que de fato a gente precisa que o torcedor volte o quanto antes, a gente sabe disso. A gente tem um patrimônio e algo que pode nos elevar em questão de desempenho. A gente espera que as autoridades possam nos dar logo um parecer em relação a isso, até porque tem outras equipes que já estão contando com sua torcida. E tem feito diferença. Assim que o torcedor do Vitória voltar para o estádio, vai se o 12º jogador e vai fazer diferença”.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending