conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Executivo de futebol pede demissão do Sport menos de dois meses após ser contratado

Publicados

em

Pouco menos de dois meses após ser contratado, o executivo de futebol Felipe Albuquerque pediu para deixar o Sport. A informação foi confirmada ao NE45 pelo vice-presidente de futebol do Leão, Nelo Campos. Segundo o dirigente, o profissional alegou “não ter se adaptado” para tomar a decisão. Antes de chegar ao Sport, Felipe Albuquerque estava trabalhando no modesto Barra-SC.

Com isso, Nelo também descartou que a saída tenha relação com o fato do clube não ter conseguido inscrever a tempo o lateral direito Jeferson, que não teve seu nome publicado no Boletim Informativo Diário da CBF na última sexta-feira, último prazo para a regularização de jogadores na Série A do Campeonato Brasileiro.

“Ele (Felipe Albuquerque) alegou que não se adaptou e não estava conseguindo se integrar 100% e que não estava à vontade. Com isso, resolveu sair. Agora o nosso foco é no jogo de domingo (contra o Fortaleza)”, explicou Nelo Campos.

Segundo o dirigente, o pedido de demissão do executivo de futebol foi apresentado às 14h da sexta-feira, portanto antes do fechamento do BID, que ocorreu às 19h. Sendo assim, não há nenhuma relação com os dois fatos.

“Não tem nada a ver. Ele pediu o desligamento às duas da tarde e fechamento da regularização ocorreu às sete da noite. E isso (regularização de jogadores) não era nem obrigação dele. Tudo o que ele fez, fez correto”, destacou.

Segundo Nelo, na próxima segunda-feira a diretoria irá discutir sobre a contratação de um novo executivo de futebol. A tendência é que o clube tenha um novo profissional ainda este ano, já para trabalhar também visando o planejamento para a temporada 2022.

Caso Jeferson

Com relação a não inscrição do lateral Jeferson, o vice de futebol rubro-negro garante que o Sport fez tudo correto. E que a Federação Pernambucana de Futebol já havia aprovado a documentação. Com isso, o clube espera uma resposta da CBF e ainda tem esperança que o atleta possa ficar apto a atuar pela Série A.

“A Federação Pernambucano aprovou (a documentação). Está se trabalhando nisso para provar que ocorreu um erro, e não do Sport. A documentação desde às 14h30 estava lá. De quem foi o erro eu não sei. O Sport enviou a documentação conforme sempre faz. Quando tem um problema a Federação Pernambucana é a primeira a dizer e ela aprovou”, se defendeu Nelo.

Dessa forma, o dirigente leonino não quis comentar sobre o futuro do atleta, caso, de fato, ele não possa atuar pelo clube no Brasileiro. “A Federação Pernambucana está tentando resolver. Se não resolver, vão ter que justificar porque não foi resolvido e ai a gente vai analisar. A CBF não colocou no BID e também não respondeu a gente”, finalizou Nelo.

Trending