conecte-se conosco

MASampaio CorrêaSérie BÚltimas

Com um a menos, Sampaio faz grande jogo, conta com milagres de Luiz Daniel e volta a vencer Vasco após 47 anos

Rafael Ribeiro/Vasco

Publicados

em

Chegou ao fim o jejum de vitórias do Sampaio Corrêa. Depois de sete jogos seguidos sem vencer na Série B e 47 anos sem derrotar o Vasco da Gama, o Tricolor fez um primeiro tempo ruim, mas conseguiu se encontrar e apresentar um grande domínio na etapa final, quando Allan Godoi marcou o gol solitário do 1 a 0 para os mandantes.

Isso tudo, porém, aconteceu com um a menos em campo desde os 42 do primeiro tempo, quando o lateral Luís Gustavo foi expulso, e com um brilho absurdo de Luiz Daniel, que operou milagres em sequência no fim do jogo e até pênalti defendeu no último minuto.

Como fica?

Com a vitória, o Sampaio, décimo colocado, chega aos 40 pontos, três atrás dos vascaínos, que estão em oitavo. Agora, o Tricolor volta à campo às 19h da terça, recebendo o Vitória, enquanto o Alvinegro recebe o Coritiba às 16h30 do sábado.

Vasco domina e sai com um a mais

Desde o apito inicial, o Vasco tomou o domínio do jogo para si, fazendo um jogo de controle de posse de bola, ainda que penando pela pressa em alguns momentos. Do outro lado, o Sampaio Corrêa buscava jogar por uma bola e apresentava falhas em todos os setores, tendo dificuldade para organizar o seu futebol.

Tendo picos acima de 70% da posse de bola e conseguindo trabalhar todo o tempo no campo de ataque, os cariocas eram melhores, mas, não conseguiam ter efetividade ofensiva. Com isso, eles cercavam a área boliviana, mas não transformavam isso em lances de perigo, tanto que a primeira finalização certa do Vasco só veio aos 32 – do segundo tempo.

Pelo lado boliviano, as chegadas eram raras. Com dificuldades em seu jogo, o time era constantemente flagrado em posição de impedimento, mas, ainda assim, conseguiu ter dois chutes certos, ainda que sem perigo real. A tarefa, porém, ficou mais difícil aos 43, quando Gabriel Pec saiu sozinho e foi parado por Luís Gustavo, que recebeu o cartão vermelho.

Sampaio encaixa os contra-ataques e busca placar

O enredo do segundo tempo foi completamente diferente. Quando o Vasco tentou subir as linhas e aumentar a pressão ofensiva, o Sampaio encontrou o seu jogo de contra-ataques e começou a criar uma série de lances de muito perigo real. Fazendo um jogo muito mais produtivo que qualquer coisa que os cariocas tenham insinuado ao longo do primeiro tempo. Isso tudo tendo um a menos em campo.

O Vasco até conseguiu balançar as redes antes, mas o gol de Gabriel Pec, foi anulado por impedimento. Depois, porém, só deu Sampaio, chegando em vezes seguidas e sempre encontrando uma defesa adversária procurando se reorganizar. E, além de chegar e levar perigo, o time mostrava alternativas em seu jogo de contra-ataque, criando lances pelos dois lados, por baixo, por cima e, também, na bola parada, que foi a origem do gol.

Aos 19, em cobrança de escanteio pela direita, o zagueiro Allan Godói, na segunda trave, subiu nas costa de Daniel Amorim para cabecear para o fundo das redes. Não era, porém, um lance isolado, com o Ciel e Pimentinha já tendo grandes oportunidades sendo interrompidas por boas defesas de Vanderlei.

Atrás do placar, o Alvinegro tentou buscar o resultado, enquanto o Sampaio passou a fazer um jogo de maior controle e contenção. Nesse cenário, veio, finalmente, a primeira finalização certa do Vasco no jogo, aos 32, com Daniel Amorim parando em uma defesa espetacular de Luiz Daniel, que ainda operaria outros milagres aos 42 e aos 50.

Aos 52, porém, o goleiro seria consagrado de vez, quando Riquelme foi derrubado na área e Luiz Daniel voou para defender a cobrança de pênalti de Germán Cano, garantindo o 1 a 0.

Ficha do jogo

Sampaio Corrêa (1)
Luiz Daniel; Luís Gustavo, Allan Godoi, Nílson Júnior e Alyson; Baraka, Márcio Araújo (Ferreira) e Eloir; Nadson (Jean Silva), Pimentinha (Jarro Pedroso) e Ciel (Diego Cardoso). Técnico: Felipe Surian.

Vasco da Gama (0)
Vanderlei; Zeca (Figueiredo), Ricardo Graça (Daniel Amorim), Leandro Castán e Riquelme; Bruno Gomes e Marquinhos Gabriel; Morato, Nenê e Gabriel Pec (João Pedro); Germán Cano. Técnico: Fernando Diniz.

Local do jogo: Estádio Governador João Castelo (Castelão), em São Luís-MA
Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)
Assistentes: Jean Marcio dos Santos (RN) e Lorival Candido das Flores (RN)
Gol: Allan Godoi (19’/2ºT | SAM)
Cartões amarelos: Márcio Araújo, Ciel, Luiz Daniel, Alyson (SAM), Daniel Amorim e Figueiredo (VAS)
Cartão vermelho: Luís Gustavo (SAM)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending