conecte-se conosco
Guto Ferreira, técnico do Bahia Guto Ferreira, técnico do Bahia

BABahiaSérie AÚltimas

Guto vê que Bahia tem muita coisa para melhorar, mas avalia: ‘Estamos no caminho certo’

Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

Publicados

em

O Bahia empatou com o Palmeiras, nessa terça-feira (12), fazendo um jogo superior ao do adversário. Diante do que o Tricolor de Aço vinha apresentando antes da chegada do técnico Guto Ferreira, há uma evolução nítida no nível de atuação da equipe. Mesmo que ainda não tenha deixado a zona de rebaixamento, e reconhecendo que há pontos onde o Bahia precisa melhorar, o comandante vê que o time está “no caminho certo”.

“Tem muita coisa para melhorar, tem muita coisa para acrescentar. Vamos com calma. O time tomava gol praticamente em todos os jogos e não tomou gol. A equipe foi bastante agressiva, teve um volume de jogo altíssimo contra o terceiro colocado Campeonato Brasileiro, finalista da Libertadores. O que nos dá indício de que nós estamos no caminho certo é o jogo apresentado. Nós vencemos o jogo no sábado. E (contra o Palmeiras) tivemos um desempenho de um bom nível, onde o detalhe fez com que a gente não vencesse”, avaliou Guto Ferreira.

“O ponto foi muito importante, mais um ponto somado. Pode ter certeza de que vai fazer toda a diferença lá no final. E mostra que a gente está no caminho certo. A gente não pode sair desse trilho. Agora é ajustar a velocidade”, acrescentou.

Dentro da fala do treinador, também é possível destacar o trabalho psicológico que vem sendo feito com o conjunto do Bahia. Isso porque a sequência negativa anterior vinha mexendo muito com esse equilíbrio mental, deixando os atletas sem confiança. Guto vem trabalhando nisso desde que chegou e, para ele, vem fazendo diferença para a equipe.

“Agora é descansar, e tem outra guerra. Série A é isso aí. Não tem jogo fácil. É tudo equilibrado, decidido em detalhes. O que a gente precisa, mais do que nunca, é acreditar. E isso os jogadores, cada vez mais, estão acreditando. Estão confiando na qualidade deles, na competência e, depois, se entregando dentro de campo. Isso começa a fazer a diferença”

Retorno do torcedor do Bahia

Guto Ferreira também tratou de ressaltar a importância da presença do torcedor do Bahia na Arena Fonte Nova. Ao todo, 4.509 aficionados estiveram presentes, empurrando e jogando junto com a equipe durante todo o duelo. O técnico disse que, apesar de não ter conseguido o triunfo para o torcedor, o apoio das arquibancadas foi e continuará sendo imprescindível para o Bahia nessa caminhada na Série A.

“Agradecer ao torcedor que veio. Sei que muitos que não vieram é porque tem muita burocracia no protocolo. Tenho certeza de que estes que ainda não vieram vão buscar passar por toda essa burocracia para que, na próxima partida, possa nos ajudar aqui. Àqueles que estiveram nos ajudando, muito obrigado. Jogaram, aplaudiram, levantaram o moral da equipe. O jogador sai confiante, mais tranquilo. Pode ter certeza que vai buscar entregar mais e mais com esse incentivo. Saio chateado de não ter conseguido dar o triunfo para o torcedor. Mas, ao mesmo tempo, saio feliz do quanto o torcedor jogou do nosso lado e do jogo que fizemos contra o nível da equipe que fizemos”, arrematou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending