conecte-se conosco
Gilberto, do Bahia Gilberto, do Bahia

BABahiaSérie AÚltimas

Após entrar no top-20 dos pontos corridos, Gilberto reencontra maior vítima pelo Bahia

Felipe Oliveira/EC Bahia

Publicados

em

Com a camisa do Bahia, Gilberto já marcou 79 gols, sendo um dos maiores artilheiros da história do clube, mas nenhum clube foi tão vitimado pelo centroavante como o Ceará, contra quem o Tricolor entra em campo às 19h desta quarta-feira em jogo válido pela Série A. Será a primeira partida do atacante após entrar no top-20 de maiores artilheiros do Brasileirão de pontos corridos.

Com a camisa do Esquadrão, Gilberto já jogou oito clássicos com o Ceará, marcando seis gols no total. Neste ano, já foram três bolas na rede, uma no jogo de volta da final da Copa do Nordeste, ganha pelo Tricolor, e outras duas no jogo do primeiro turno, que terminou em triunfo por 2 a 1.

Na carreira, contando as passagens de Gilberto por outros clubes, dois times sofreram mais gols do centroavante: Flamengo (8) e Corinthians (7). Mas, com a camisa do Bahia, foram cinco gols contra os cariocas e três contra os paulistas.

Empatado com o Ceará, apenas outro time tomou seis gols de Gilberto pelo Bahia, o Altos-PI, que jogou contra o Esquadrão duas vezes, nas Copas do Nordeste de 2019 e 2021, sofrendo dois gols do atacante na primeira partida e quatro na segunda.

Além disso, este será o primeiro jogo de Gilberto após entrar para mais uma lista de recordes, a de maiores artilheiros do Brasileirão de pontos corridos. Ele já era o maior artilheiro do Bahia na história do Brasileirão, o terceiro maior artilheiro da história da Copa do Nordeste, o maior artilheiro do Esquadrão em clássicos nordestinos no século e o maior artilheiro de um clube nordestino no Brasileiro.

Além disso, Gilberto é o segundo maior artilheiro da Arena Fonte Nova, apenas um gol atrás de Edigar Júnio; o 18º maior artilheiro da história do Bahia, apenas um gol atrás de Bobô (em lista recentemente revisada); e, ainda, aparece no top-50 dos maiores garçons da história tricolor.

Com um gol relâmpago contra a Chapecoense na noite deste domingo, o atacante chegou a 69 gols no Brasileirão, torneio que já disputou com as camisa de Internacional, Sport, Portuguesa, Vasco da Gama, São Paulo e, claro, Bahia, com os cariocas sendo os únicos sem gols dele. Com esse total, ele igualou Cícero, ex-volante de São Paulo, Fluminense e Botafogo, como 20º maior artilheiro da era dos pontos corridos.

A lista, inclusive, conta com outros nomes bem conhecidos do futebol nordestino, como o atacante Wellington Paulista, atualmente no Fortaleza, e outros como Diego Souza, Paulo Baier, Alecsandro, Roger, Souza, Obina e André.

Maiores artilheiros dos pontos corridos

  1. Fred – 155 gols
  2. Diego Souza – 126 gols
  3. Paulo Baier – 106 gols
  4. Wellington Paulista – 105 gols
  5. Alecsandro – 102 gols
  6. Borges – 99 gols
  7. Rafael Moura – 95 gols
  8. Gabriel Barbosa – 87 gols
  9. Luís Fabiano – 85 gols
  10. Roger – 82 gols
  11. Washington – 82 gols
  12. Souza – 77 gols
  13. André Lima – 75 gols
  14. Obina – 74 gols
  15. Deivid – 74 gols
  16. André – 74 gols
  17. Rafael Sóbis – 73 gols
  18. Ricardo Oliveira – 72 gols
  19. Dagoberto – 70 gols
  20. Gilberto – 69 gols
  21. Cícero – 69 gols
Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending