conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Náutico perde para o lanterna Brasil-RS e sonho do acesso fica distante

Foto: Volmer Perez / GEB

Publicados

em

O sonho do acesso do Náutico ficou muito mais difícil na noite desta quinta-feira (28). Entrou para a cota do milagre. Com um desempenho fraco, no Bento Freitas, o Timbu foi derrotado pelo Brasil-RS por 3×2. Renatinho, duas vezes, e Leandro Camilo balançaram as redes para o Xavante, enquanto Vinícius e Júnior Tavares marcaram para os alvirrubros.

O resultado deixou o Náutico no 9º lugar com 45 pontos, a oito do G4. Ou seja, a equipe perdeu a chance de diminuir a desvantagem para o grupo de acesso para cinco pontos. Agora, será necessário vencer as seis últimas partidas para conquistar o acesso. 

O próximo adversário do Timbu será o Brusque, terça-feira (2), às 16h, no Augusto Bauer. Já o Brasil-RS segue na lanterna com 23 pontos e receberá o Avaí, no mesmo dia e horário.

Em busca do empate de novo

O jogo mal havia começado e o Náutico saía atrás do placar pela oitava vez seguida na Série B. Aos quatro minutos, Renatinho cobrou escanteio, Hereda não tirou e a bola entrou direto para fazer Brasil 1×0 sobre o Timbu em um gol olímpico. O goleiro Anderson tentou evitar, mas não conseguiu.

Tendo que buscar o resultado novamente, os alvirrubros demoraram a engrenar no jogo. A equipe errou muitos passes e foi pouco efetivo no ataque. Jailson perdeu uma chance clara ao receber na área e chutar em cima de Marcelo. No contra-ataque, o Xavante assustou por duas vezes com Leandro Camilo e Erison.

Mas se o coletivo não conseguiu, o Náutico teve de partir para a individualidade. Aos 27 minutos, Caio Dantas ajeitou e Vinícius acertou um bonito chute para marcar um golaço. 1×1 no placar e um pouco mais de tranquilidade, embora o futebol não tenha crescido tanto até o intervalo.

Derrota no fim

Na volta do intervalo, o Náutico tentou impor o seu jogo e até melhorou. Porém, outra vez tropeçou nas próprias pernas. Aos 14 minutos, após cruzamento na área, Rhaldney desviou e a bola tocou no braço dele. A árbitra marcou pênalti. Renatinho bateu, deslocou Anderson e colocou o Xavante novamente em vantagem.

Com o 2×1 no placar, Guilherme dos Anjos foi para o tudo ou nada. Acionou Matheus Carvalho e Marciel nas vagas de Rhaldney e Matheus Jesus. Na sequência, Jean Carlos sentiu uma lesão muscular e foi substituído por Giovanny. Murillo perdeu a chance do empate ao sair na cara do goleiro e chutar fraco.

Já o Brasil-RS balançou as redes novamente. Rildo marcou um bonito gol, mas o lance foi anulado por impedimento. O Timbu pressionou na reta final. E, aos 41, saiu o empate. Após cobrança de escanteio, Matheus Carvalho desviou e Júnior Tavares mandou para deixar tudo igual novamente. Mas, nos acréscimos, o Xavante anotou o gol da vitória. Depois de cobrança de escanteio, Leandro Camilo desviou de cabeça e deu números finais ao jogo em 3×2.

Ficha do jogo

Brasil 3
Marcelo; Patrick (Caio Rangel), Leandro Camilo, Ícaro e Sousa; Diego Gomes, Bruno Matias, Renatinho (Roni), Rildo (Gabriel Poveda) e Netto; Erison. Técnico: Jerson Testoni.

Náutico 2
Anderson; Hereda (Jeferson), Yago, Camutanga e Júnior Tavares; Rhaldney (Matheus Carvalho), Matheus Jesus (Marciel) e Jean Carlos (Giovanny); Jailson (Murillo), Vinícius e Caio Dantas. Técnico: Guilherme dos Anjos.

Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas-RS.
Árbitro: Edina Alves Batista (SP)
Assistentes: Neuza Ines Back (SP) e Leila Naiara Moreira da Cruz (SP).
Gols: Renatinho (Brasil), aos 4 do 1ºT e aos 15 do 2ºT; Vinícius (Náutico), aos 27 do 1ºT; Júnior Tavares (Náutico), aos 41 do 2ºT; Leandro Camilo (Brasil), aos 47 do 2ºT.
Cartões amarelos: Patrick e Sousa (Brasil-RS).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending