conecte-se conosco

BABahiaSérie AÚltimas

Em confronto direto contra o Z4, Bahia empata com o Juventude fora de casa

Foto: Bruno Queiroz / EC Bahia

Publicados

em

O Bahia teve um confronto direto na luta contra o rebaixamento, na noite deste sábado (30), e ficou no empate com o Juventude, pela Série A do Campeonato Brasileiro. No Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul, ninguém balançou as redes e a partida terminou empatada por 0x0 em um jogo de muita vontade, mas pouca qualidade.

Além de levar um ponto para casa, o resultado foi bom para o Esquadrão por seguir fora do Z4 e manter um adversário no grupo dos quatro piores. O Bahia está no 15º lugar com 33 pontos e, no próximo domingo (7), enfrenta o São Paulo, às 18h15, na Arena Fonte Nova. Enquanto o Juventude ficou na 17ª posição com 30 pontos e enfrentará o Internacional, no dia 10 de novembro, às 21h30, também em casa.

Chances e atuação do VAR

A etapa inicial foi movimentada e com participação direta do VAR. O Bahia não começou bem e viu o Juventude pressionar já desde o início. Tanto que com um minuto foi marcado um pênalti para os donos da casa em um possível toque de mão de Renan Guedes. Porém, após checagem do VAR, o lance foi anulado.

Ainda assim, o time gaúcho chegou com perigo nos primeiros dez minutos. O grande momento do Esquadrão aconteceu aos 15 quando Ronaldo recebeu um lançamento em profundidade e Carné saiu errado, mas o meia chutou pela linha de fundo. A jogada também foi analisada pelo VAR pela possibilidade de um pênalti em um toque no braço de Vitor Mendes, que não foi confirmada. O árbitro indicou que a mão foi de apoio.

Na sequência do primeiro tempo, o duelo foi equilibrado, mas com o Bahia tentando ser mais incisivo. Raí acertou o travessão e Juninho Capixaba arriscou de fora da área. Mas ninguém balançou as redes.

Poucas chances e sem gols

O Juventude tentou pressionar na volta do intervalo e ocupou o campo de ataque. Como resposta, Guto Ferreira colocou o time para cima com Gilberto e Isnaldo nas vagas de Daniel e Ronaldo. O efeito, no entanto, não foi o suficiente para mudar o panorama do jogo. Pelo contrário, os donos da casa seguiram mais próximos do gol. Aos 25, Wescley acertou um bonito chute que bateu no travessão e tocou em cima da linha. 

Sem o crescimento da equipe, Guto acionou Rodriguinho e Maycon Douglas nos lugares de Rodallega e Raí. Desta vez, o Bahia melhorou, mas não o suficiente para vencer. O time teve duas faltas perigosas com Rodriguinho e Gilberto. Na primeira, a defesa afastou. Já o centroavante mandou ao lado da meta de Marcelo Carné. As últimas tentativas do jogo foram com Wescley, mas também desperdiçadas. 

Ficha do jogo

Juventude 0
Marcelo Carné; Michel, Vitor Mendes, Rafael Forster e William Matheus; Jadson (Chico), Dawhan e Guilherme Castilho (Wagner); Sorriso (Fernando Pacheco), Capixaba (Wescley) e Ricardo Bueno. Técnico: Jair Ventura.

Bahia 0
Danilo Fernandes; Renan Guedes, Conti, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Jonas (Raniele), Patrick e Daniel (Gilberto); Raí (Maycon Douglas), Ronaldo (Isnaldo) e Rodallega (Rodriguinho). Técnico: Guto Ferreira.

Local: Estádio Alfredo Jaconi, em Caxias do Sul-RS.
Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR).
Assistentes: Ivan Carlos Bohn (PR) e Victor Hugo Imazu dos Santos (PR).
Cartões amarelos: Fernando Pacheco e Vitor Mendes (Juventude); Gilberto (Bahia).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending