conecte-se conosco
Tiago Nunes, técnico do Ceará Tiago Nunes, técnico do Ceará

CECearáSérie AÚltimas

Há dois meses no Ceará, Tiago Nunes quer time ‘brigando por coisas maiores’

Foto: Felipe Santos/Ceará SC

Publicados

em

Anunciado no dia 30 de agosto, o técnico Tiago Nunes completou dois meses de trabalho no Ceará, com 10 jogos disputados, sendo duas vitórias, cinco empates e três derrotas. Um aproveitamento bem abaixo do que ele mesmo esperava, enfrentando um momento de crise pelo jejum sem triunfos, que durava sete partidas.

Porém, ao vencer o Fluminense, o treinador vê que há uma “virada de chave”, contornando o momento ruim, e que levará o Vozão a brigar por coisas maiores na competição. Ele ainda tratou de exaltar o apoio da torcida, que chegou junto e tem sido um combustível a mais para ele e o grupo na campanha do Brasileirão.

“Fizemos jogos muito bons desde que cheguei aqui, principalmente dentro de casa. Penso que merecíamos já ter tido uma vitória anteriormente, em outros jogos, mas não tivemos o aproveitamento necessário das tantas chances criadas para trazermos esses três pontos. Quis o destino que a vitória viesse nessa batida com muita transpiração e dedicação. São nos momentos de crise e dificuldade que as pessoas tendem a se abraçar, e o amor da torcida pelo seu clube fez com que ela abraçasse mais uma vez esse time. Os jogadores responderam à altura dentro do campo, e é um combustível a mais para pensarmos que é possível”, avaliou o comandante do Ceará.

“Não podemos nos colocar em uma posição de inferioridade e acreditar que é possível vencer todos os adversários, independente do local. Tenho passado aos atletas que temos que pensar grande. Desde que cheguei aqui sempre quero vencer o próximo jogo, preparamos nossa equipe para ganhar o jogo. É esse o espírito que quero deixar”, acrescentou.

Tiago Nunes também destacou a intensidade com a qual tem vivido todo esse período dentro do Ceará. Ele vislumbra um potencial grande de crescimento do Alvinegro no cenário nacional e exalta o trabalho feito pelos funcionários do Vozão.

“O futebol faz parecer que a gente está há muito mais tempo. Foram apenas 60 dias, mas parece que já é um ano, tamanha a intensidade que a gente vive. Número de viagens, jogos, necessidade iminente de estar sempre competindo. Mas sem dúvida alguma, encontrei um clube com pessoa altamente capazes, recheado de qualidade técnica, não só os atletas, mas  staff, profissionais que fazem o clube e constroem. Pessoas apaixonadas pelo Ceará, que trabalham no anonimato muitas vezes e fazem o clube ficar muito forte, com um potencial de crescimento muito grande”, encerrou o técnico do Ceará.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending