conecte-se conosco
Matheus Jesus, do Náutico Matheus Jesus, do Náutico

NáuticoPESérie BÚltimas

Defesa volta a falhar, Náutico perde do Brusque e praticamente dá adeus à briga pelo acesso

Foto: Lucas Gabriel Cardoso/Brusque FC

Publicados

em

Um resultado totalmente frustrante para o Náutico. Mais uma vez a atuação é ruim, o ataque até tenta e faz a sua parte, mas a defesa volta a falhar e compromete totalmente o resultado. Derrotado pelo Brusque por 4 a 3, no estádio Augusto Bauer, em Brusque-SC, o Alvirrubro praticamente dá adeus à briga pelo acesso na Série B. As chances, que já eram de 2%, ficam ainda mais remotas. Os gols da partida foram marcados por Caio Dantas, Rafael Ribeiro e Jean Carlos, pelo Timbu, enquanto que Tony, Luizão, Garcez e Jhon Cley anotaram para o Marreco.

Com o resultado, o Náutico segue na nona colocação da Segundona, com 45 pontos. Já o Brusque volta a respirar na briga contra a degola e sobe para 15º, com 38 pontos. O Alvirrubro volta a campo neste sábado (6) diante do Coritiba, nos Aflitos, no Recife-PE, às 16h15. Enquanto que os catarinenses jogam contra o Confiança no mesmo dia, mas às 19h, no estádio Batistão, em Aracaju-SE.

Confira a classificação da Série B

Chuva de gols e de erros defensivos do Náutico

Para quem apenas queria assistir um jogo de futebol, a primeira etapa foi muito boa de se acompanhar. Para quem era torcedor do Náutico, foi tenebroso, mesmo com o Timbu saindo na frente do placar, logo aos cinco minutos. Após cobrança de escanteio, a zaga cortou mal e sobrou para Caio Dantas, pela direita. O centroavante soltou uma bomba e fez o gol. O Brusque não se deixou abater e foi para cima. Assim, conseguiu o empate aos 13. Rodolfo Potiguar lançou Tony nas costas da zaga alvirrubra, que vacilou no lance. O atacante saiu de cara com Anderson e empatou.

O jogo seguiu aberto. As duas equipes querendo a vitória a todo custo e vinham apostando bastante na bola aérea. Inclusive, essa foi a principal arma de ambos os times no duelo. O Timbu voltou a ficar na frente aos 27. Em novo escanteio, Jean Carlos cruzou, a bola ficou viva na pequena área e Rafael Ribeiro completou. Os catarinenses não se intimidaram e, também pelo alto, empatou de novo aos 31. Escanteio cobrado pela esquerda e a bola sobrou para Luizão, na segunda trave, escorar.

O Alvirrubro seguiu com seus velhos problemas defensivos, com uma recomposição lenta e que, jogando em bloco alto de marcação, sofre muito com lançamentos nas costas da defesa. Além disso, os erros na hora de marcar os adversários na bola parada vêm sendo outro calo. Aos 38, em nova cobrança de escanteio, houve um desvio na primeira trave que “matou” toda a marcação do Náutico. No meio da área, apareceu Garcez para virar o jogo. O placar ainda poderia ter sido maior, se não fosse por duas grandes defesas feitas por Anderson no primeiro tempo.

Timbu tenta, mas sai derrotado com mais erros de marcação

Apesar de um início onde faltava um maior capricho no último passe, o Náutico tinha a posse de bola e pressionava o Brusque. Mais uma vez, na bola aérea, saiu o empate. O lateral foi cobrado para a área, houve um desvio no meio e a sobra veio para Jean Carlos, na entrada da área. O camisa 10 emendou um chutaço de pé direito, sem chances para o goleiro.

O Alvirrubro manteve a pressão no campo de ataque, mas vinha dando espaços para o contragolpe do Marreco. Em cobrança de falta na esquerda aos 16, Júnior Tavares mandou tirando tinta do travessão e quase virou para o Náutico. Contudo, em nova falha de marcação, com a sua recomposição lenta, os pernambucanos sofreram outro gol. Garcez ganhou em velocidade na esquerda, cruzou rasteiro para Jhon Cley, quase na risca da pequena área, balançar as redes aos 26 minutos. Apesar de pressionar e buscar o gol até o fim do jogo, faltou maior capricho do Alvirrubro. Derrota que praticamente sacramenta o adeus à briga pelo acesso.

Ficha do jogo

Brusque (4)

Ruan Carneiro; Toty, Éverton Alemão, Luizão (Ianson) e Airton; Rodolfo Potiguar, Zé Mateus, Fillipe Soutto (Bruno Alves) e Jhon Cley (Evandro); Garcez (Thiago Alagoano) e Tony (Foguinho). Técnico: Waguinho Dias.

Náutico (3)

Anderson; Thassio (Matheus Trindade), Rafael Ribeiro, Camutanga e Júnior Tavares; Rhaldney (Paiva), Matheus Jesus (Marciel) e Jean Carlos; Jailson (Álvaro), Vinícius e Caio Dantas. Técnico: Hélio dos Anjos.

Local: Estádio Augusto Bauer, em Brusque-SC.

Árbitro: Felipe Fernandes de Lima (MG)

Assistentes: Ricardo Junio de Souza e Fernanda Nândrea Gomes Antunes (ambos MG).

Gols: Tony, aos 13′ do 1ºT, Luizão, aos 31′ do 1ºT, Garcez, aos 38′ do 1ºT, Jhon Cley, aos 26′ do 2ºT (BRU); Caio Dantas, aos 5′ do 1ºT, Rafael Ribeiro, aos 27′ do 1ºT, Jean Carlos, aos 9′ do 2ºT (NAU).

Cartões amarelos: Éverton Alemão, (BRU); Jean Carlos, Camutanga, Rhaldney (NAU).

Público: 998 pessoas.

Renda: R$ 27.280,00

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending