conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Suspensos, Gustavo ou Mikael estiveram em todas as vitórias do Sport após estreia no PE

Sport também vê queda de rendimento e desequilíbrio entre ataque e defesa quando não conta com os pratas da casa

Anderson Stevens/Sport Recife

Publicados

em

Para o jogo contra o Fluminense, o Sport terá um sério problema na montagem da sua equipe, uma vez que seus dois principais destaques no Brasileirão, Gustavo e Mikael, cumprem suspensão e não poderão participar do jogo do sábado. Sem nenhum dos dois em campo, o time só teve uma vitória nesta temporada, contra o Vera Cruz, ainda na estreia do Pernambucano.

Naquele jogo, o Sport acionou uma escalação completamente reserva, com poucas peças que não fossem oriundas do seu time sub-20. Sequer o técnico do profissional (à época Jair Ventura) esteve à beira do campo. No dia seguinte àquela vitória por 3 a 1, o Sport ainda enfrentaria o Athletico-PR no seu último jogo da temporada passada.

A partir dali, foram 51 jogos feitos pelo Leão, com 14 vitórias. Dessas, Mikael e Gustavo estiveram juntos em campo em nove (Central, Santa Cruz, Vitória-PE, Retrô, América-MG, Grêmio [2º turno], Juventude, Corinthians e Atlético-GO). Sozinho, Mikael participou de quatro triunfos (Sete de Setembro, Náutico, Salgueiro e Grêmio [1º turno]), enquanto só Gustavo esteve na vitória sobre o Bahia.

No Brasileirão

Quando contamos apenas os jogos do Sport no Campeonato Brasileiro, não apenas todos eles tiveram a presença de um dos dois pratas da casa, como cinco das sete únicas vitórias leoninas foram decididas com gol ou assistência de um dos dois jovens. As únicas exceções ficam na conta da primeira vitória sobre o Grêmio e do triunfo contra o Juventude.

Quando comparamos o rendimento do Sport com e sem os jogadores, há uma queda brusca de aproveitamento em suas saídas. Com Gustavo e Mikael juntos, o Leão dez 19 jogos e soma 37% de aproveitamento, contra apenas 27% nos jogos em que um dos dois não participa. O pior rendimento desse recorte é o do Rubro-Negro sem Gustavo, no qual o time cai de 38% dos pontos disputados para apenas 22%.

O equilíbrio ataque defesa também é prejudicado na ausência dos jogadores. Contando apenas os minutos com cada um deles em campo, Gustavo vê o Sport tomar um gol a casa 155 minutos, quando está em campo, mas, de fora, essa frequência dispara para um gol sofrido a cada 77 minutos. Com Mikael em campo, o clube marca um gol a casa 148 minutos, mas, sem ele, o número sobe para 171.

Rendimentos do Sport no Brasileirão

Com Gustavo e Mikael
19 jogos
5 vitórias | 6 empates | 10 derrotas | 37% de aproveitamento
Sem Gustavo ou sem Mikael
11 jogos
2 vitórias | 3 empates | 4 derrotas | 27% de aproveitamento

Com Gustavo
21 jogos
6 vitórias | 6 empates | 9 derrotas | 38% de aproveitamento
Gols marcados (com ele em campo) – 7 gols (1 a cada 177 minutos)
Gols sofridos (com ele em campo) – 8 gols (1 a cada 155 minutos)

Sem Gustavo
9 jogos
1 vitórias | 3 empates | 5 derrotas | 22% de aproveitamento
Gols marcados (sem ele em campo) – 10 gols (1 a cada 146 minutos)
Gols sofridos (sem ele em campo) – 19 gols (1 a cada 77 minutos)

Com Mikael
26 jogos
6 vitórias | 9 empates | 11 derrotas | 35% de aproveitamento
Gols marcados (com ele em campo) – 9 gols (1 a cada 148 minutos)
Gols sofridos (com ele em campo) – 13 gols (1 a cada 102 minutos)

Sem Mikael
4 jogos
1 vitória | 0 empate | 3 derrotas | 25% de aproveitamento
Gols marcados (sem ele em campo) – 8 gols (1 a cada 171 minutos)
Gols sofridos (sem ele em campo) – 14 gols (1 a cada 97 minutos)

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending