conecte-se conosco

BASérie BÚltimasVitória

Após triunfos, Vitória ganha fôlego na luta contra a queda; veja a matemática da permanência

Pietro Carpi/EC Vitória

Publicados

em

Se, antes, o Vitória parecia renegado na luta contra o rebaixamento, os 3×0 aplicados sobre Vasco da Gama e Cruzeiro reverteram o que parecia um cenário inevitável. Com os triunfos seguidos, o Leão conseguiu respirar fora do Z4 e, agora, se vê em outra situação na briga contra o rebaixamento.

Hoje, os rubro-negros têm 40 pontos ganhos, dois a mais que Brusque e Londrina, primeiros times na zona da queda. Os dois ainda jogam nesta rodada, com os catarinenses recebendo o CRB e os paranaenses recebendo a Ponte Preta. Os dois jogos acontecem às 16h desta segunda-feira.

Também no Z4, o Confiança já fez o seu jogo pela 36ª rodada e fecham a rodada quatro pontos atrás do Vitória.

As chances do Vitória

Os dois resultados seguidos também mudam o cenário do Vitória quando falamos de probabilidades de permanência. Uma semana atrás, antes do início da 35ª rodada, o site Chance de Gol, o departamento de matemática da UFMG e o site Infobola indicavam, respectivamente, 97,8%, 97,7% e 96% de chance de rebaixamento para os rubro-negros.

Hoje, porém, o cenário já é bem menos adverso. Para o Chance de Gol, a probabilidade é de 77,5%, contra 57,6% da UFMG e 65% do Infobola.

As pontuações

Quando olhamos para as pontuações, a permanência na Série B deve ser garantida com algo entre 44 e 45 pontos, segundo as análises de Chance de Gol e UFMG. Ou seja, o Leão ainda tem um caminho para percorrer se quiser ter segurança na luta contra o rebaixamento.

Se o cenário provável indica a necessidade de, ao menos, um triunfo e um empate nos dois jogos restantes, o pior cenário mostra que o Vitória ainda não depende só de si, com Londrina e Brusque podendo chegar até 47 pontos, enquanto os soteropolitanos não podem ir além dos 46.

Assim, cada ponto é importante nos dois jogos que restam ao Leão, que fecha o campeonato enfrentando o CRB, no Rei Pelé, e o Vila Nova, no Barradão.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending