conecte-se conosco

PESérie ASportÚltimas

Sport quer ampliar departamento de futebol após erro e planeja setor só para registro

Clube deixou de usar três reforços porque prazo expirou e não foram inscritos; desejo também é por área de ‘scouts’ para prospecção de atletas

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Publicados

em

O Sport planeja uma maior estruturação do departamento de futebol, com acréscimos de profissionais e um setor específico para o registro de jogadores. Em setembro, o clube cometeu um erro grave e sem precedentes ao não escrever três reforços – todos os integrantes da antiga diretoria acabaram destituídos. 

LEIA: Mais de um mês após saída, Sport chega a acordo e vai pagar R$ 400 mil a André

O clube, aliás, anunciou, na semana passada, Jorge Andrade como novo executivo de futebol. Ele estava no Santos e vai, inclusive, fazer parte da formação desse núcleo que o Sport almeja para o departamento.

Quem falou sobre o assunto foi o vice-presidente de futebol, Augusto Carreras. Ele, no entanto, reconheceu as dificuldades orçamentárias para executar o plano da forma ideal.

“Estamos montando um organograma. Com a chegada do executivo, ele vai participar, junto conosco, disso. Aquilo que planejamos lá atrás continua de pé. A ideia é trazer mais gente para compor o departamento de futebol, que talvez não tenha apenas mais um integrante, talvez a gente precise de outras pessoas. Estamos pensando em criar, dentro do departamento de futebol, outros setores que cuidam especificamente da burocracia”, iniciou Carreras.

“A maioria dos clubes têm hoje um departamento de registros e contratos de atletas. É importante que a gente tenha esse departamento funcionando, inclusive em todas as divisões, não só no futebol profissional, mas na base, feminino. E que tenhamos tudo isso centralizado em um único departamento. Isso é uma ideia nossa”, acrescentou.

O vice-presidente de futebol destacou também a vontade da diretoria em criar um setor de prospecção de jogadores no mercado. A ideia é aumentar a assertividade na contratação de reforços para o futuro.

“A gente vai tentar estruturar, dentro da limitação financeira do clube, um departamento de futebol com scout, que possamos ter uma análise direta de jogadores, com análise de atletas que sejam indicados para trabalhar no Sport, que possam entrar em relatórios, que apenas não mostram a estatística do atleta dentro de campo, mas também fora de campo. Como a minutagem de jogo, tempo que o atleta ficou sem jogar, porque ficou sem jogar e a gente precisa disso para não estar contratando errado. O Sport é um dos clubes que tem, assim como as grandes equipes do futebol brasileiro, dificuldades financeiras. Então, a pouca pólvora que a gente tem, a gente não pode desperdiçar. A gente precisa minimizar os erros”, concluiu Carreras.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending