conecte-se conosco

NáuticoPEÚltimas

Diógenes Braga e Luiz Felipe Figueiredo lançam chapa Avança Náutico para eleição

Foto: Divulgação

Publicados

em

Com apoio do atual presidente Edno Melo, a chapa Avança Náutico foi lançada na noite desta quarta-feira (17), em um restaurante do Recife. O grupo terá Diógenes Braga como candidato à presidência e Luiz Felipe Figueiredo na vice-presidência no pleito para o comando do executivo do Timbu, que será realizado no dia 5 de dezembro.

A chapa tem como lema “A Mudança avança” e apresentou o projeto de gestão para o biênio 2022-2023 do Náutico. Segundo o candidato a vice-presidente Luiz Felipe Figueiredo, a proposta é de continuidade com avanços.

“É uma continuação do que começou há quatro anos. Se perguntasse a algum torcedor do Náutico, há quatro anos, se ele aceitaria estar hoje com três títulos e terminando a Série B em 8º, qualquer um aceitaria. E, ainda assim, estamos todos incomodados porque não vamos subir. É sinônimo de que o Náutico voltou a ser grande. A gestão subiu o sarrafo e o torcedor passou a ficar insatisfeito com o que não seja de excelência. E é uma responsabilidade grande”, disse.

Já Diógenes Braga fez questão de falar sobre a sua relação com Edno Melo nos últimos quatro anos. Além de destacar o projeto de seguir com o que foi feito com a experiência adquirida no clube como vice-presidente.

“Quero dizer a Edno que estamos chegando no final da nossa gestão e, dentre as coisas que a gente alinhou e tenho orgulho, é de ter prometido lealdade todos os dias da nossa gestão. Sempre estive ao seu lado e isso é o que me dá orgulho. De estar nos momentos difíceis, quando as pessoas abandonam, e também quando surgem as oportunidades. Se antes já éramos amigos, agora somos irmãos e tenho orgulho de você”, disse.

A gestão de Edno Melo teve como lema o “Resgate Alvirrubro”. Condição que, de acordo com Diógenes Braga, foi concluída para que o clube possa avançar.

“A gente vai continuar. Não apenas o que está aqui apresentado, mas sabendo o que o clube é e tudo o que foi feito e onde podemos chegar. Enxergamos no Náutico uma condição de avançar. Tenho falado muito que o resgate foi concluído e quero aproveitar para agradecer ao grupo Resgaste Alvirrubro que nos emprestou o nome da chapa, em 2017.A missão do resgate foi concluída. Agora, chegou a hora de avançar. Sabemos como avançar. Não tem aventura e nem projeto bonito que papel aceita. Sabemos as verdades que o clube tem, o potencial e as limitações. Tendo que respeitar as limitações para não arriscar o clube. É por isso que estamos aqui”, pontuou. 

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending