conecte-se conosco
Vitória x Confiança Vitória x Confiança

BAConfiançaSESérie BÚltimasVitória

STJD devolve ao Brusque pontos perdidos por caso de racismo na Série B e modifica luta contra Z4, onde estão Vitória e Confiança

Foto: Pietro Carpi/EC Vitória

Publicados

em

Em decisão tomada nesta quinta-feira (18), o Pleno do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) devolveu os três pontos retirados do Brusque na Série B como punição no caso de injúria racial cometido contra o meia Celsinho, do Londrina, através do ex-presidente do Conselho Deliberativo do clube catarinense, Júlio Petermann. Mesmo com a devolução dos pontos, foram mantidas a multa ao Quadricolor, no valor de R$ 60 mil, e a multa de R$ 30 mil e afastamento de 360 dias ao dirigente.

Com isso, o Brusque passa a ter 44 pontos na tabela da Série B e praticamente se livra do rebaixamento na competição, restando apenas mais duas rodadas a serem disputadas. Situação que envolve os nordestinos Vitória e Confiança que estão no Z4 e ainda lutam para conseguir a permanência na Segundona. A decisão do Pleno é definitiva e não cabe mais recurso.

O Vitória ainda tem a possibilidade de alcançar e até ultrapassar o Brusque, caso ganhe seus dois últimos jogos da Série B. Com 40 pontos, o Rubro-negro pode chegar até 46. Com isso, o time catarinense só poderia fazer mais um ponto nessas duas rodadas. O Confiança, porém, em situação ainda mais delicada, chegaria ao máximo nos 42 pontos, já que possui 36 hoje.

Relembre o caso

No jogo entre Brusque e Londrina, disputado no dia 28 de agosto, no estádio Augusto Bauer, o ex-dirigente Júlio Petermann proferiu insultos racistas ao meia Celsinho, chamando-o de “macaco”, além de dizer: “vai cortar esse cabelo, seu cachopa de abelha”. O meio-campista avisou ao árbitro, que relatou na súmula o caso.

Assim, com a denúncia, o Brusque e Petermann foram penalizados. O clube perdeu os três pontos na Série B e chegou a frequentar a zona de rebaixamento, sendo um adversário direto de Vitória e Confiança nessa briga. Contudo, a reversão da pena vai além, sendo um retrocesso na luta contra o racismo no futebol.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending