conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Hélio projeta o time sem grandes mudanças e férias antecipadas para parte do elenco

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

O técnico Hélio dos Anjos ainda não tem o time definido para a partida contra o Avaí, no próximo domingo (21), às 19h, nos Aflitos. Porém, o treinador não pretende fazer muitas alterações na equipe. As únicas dúvidas, por enquanto, são Rafael Ribeiro, Camutanga e Rhaldney por problemas clínicos. No mais, a escalação será mantida. 

“Não tenho o time definido, mas não vamos ter mudanças radicais. Estou no aguardo de Rafael Ribeiro, Rhaldney e Camutanga. Nas duas últimas semanas estamos fazendo apenas trabalho de manutenção e pensando em vários atletas que vão permanecer para começar criar uma situação das férias para antecipar um pouco os trabalhos de força. Conversei com Camutanga sobre isso porque tem de ter um cuidado com os dois joelhos dele que demonstram fragilidades quando passam um tempo sem trabalhos de força. Mas estamos fazendo uma semana tranquila”, garantiu o comandante alvirrubro.

Após esta partida, o Náutico enfrentará o Cruzeiro, na última rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, inicialmente no dia 28 de novembro, apenas para cumprir tabela. Este jogo, sim, o Timbu pode entrar modificado. Hélio dos Anjos planeja antecipar as férias de alguns jogadores com contrato com o clube visando a próxima temporada.

“Já conversei com um ou dois jogadores que vão participar desse jogo (contra o Avaí) e que no outro não vão. Porque cinco dias a mais de férias pode representar um rendimento melhor em janeiro”, explicou.

Mas, independentemente da equipe, tanto contra o Avaí quanto o Cruzeiro, Hélio dos Anjos afirmou que a equipe entrará em campo em busca da vitória. O treinador até relembrou a última rodada da Série B quando o CSA precisava da vitória para conquistar o acesso e empatou nos Aflitos por 1×1. 

“No ano passado, tive um desentendimento forte com a comissão técnica do CSA. Não valia nada para nós o jogo, mas as pessoas acham que íamos entregar. Criei um clima de guerra no clube para a gente sair vencedor. Contra o Sampaio não valia nada, mas para a gente valia três pontos que podem ajudar no ranking mais na frente. É a forma como conduzo meus trabalhos. Não vai acontecer relaxamento. Esse jogo vale mais três pontos. O Avaí tem as próprias pretensões, mas queremos ganhar. Perdemos lá em um momento difícil para nós. Vou colocar um time para ganhar”, finalizou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending