conecte-se conosco

BABahiaSérie AÚltimas

Cuiabá tem dois gols anulados e Bahia fica no empate na Fonte Nova

Asscom Dourado

Publicados

em

O Bahia mão conseguiu fazer um bom jogo neste domingo. Recebendo o Cuiabá na Fonte Nova, o time teve grandes dificuldades para atacar e acabou facilitando a vida do Dourado, que, na sua zona de conforto, não sofreu riscos e saiu de campo com um 0 a 0. A igualdade é mais uma chance perdida pelos nordestinos para a saída do Z4.

Durante o jogo, o Cuiabá foi muito mais perigoso que o Bahia, chegando, inclusive, a ter dois gols anulados no primeiro tempo, um por impedimento e outro por falta de ataque. Os dois lances, porém, foram questionáveis, gerando muitas reclamações por parte do Auriverde.

Como fica?

Com o empate, os matogrossenses sobem para a 11ª posição, com 43 pontos. O Tricolor é o primeiro time no Z4, com 37 pontos, dois a menos que o Juventude, 16º. Agora, o Esquadrão volta a campo na próxima sexta-feira, às 19h, quando recebe o Grêmio na Fonte Nova. Para o Dourado, o próximo compromisso também é em casa, recebendo o Palmeiras às 22h da terça-feira.

Bahia pouco criativo, Cuiabá perigoso na reação

Ao longo do primeiro tempo, o Bahia foi o time com mais capacidade de controle da posse de bola. Na hora da criação, porém, o Esquadrão era ineficiente, lento e previsível. Abusando dos cruzamentos, o time via suas tentativas de ataque sendo facilmente contidas pela defesa cuiabana, o que deixava a maior parte do jogo em ritmo letárgico.

Isso só mudava quando o Cuiabá, jogando com mais cautela, conseguia encontrar um bom espaço para o contra-ataque. Nas suas subidas, o Dourado era muito pais perigoso que o Tricolor, tanto que conseguiu balançar as redes duas vezes – ambas anuladas.

Na primeira, aos 21, o gol de Rafael Gava teve impedimento, e, aos 38, o tento de Jenison começou em uma falta de ataque. Ambos, inclusive, foram em lances questionáveis.

Marasmo

Depois do intervalo, os problemas do Bahia não mudaram. O Tricolor voltou para o jogo com as mesmas dificuldades de antes, letárgico e sem capacidade criativa, deixando a partida confortável para o adversário. Nisso, também, o Cuiabá pouco forçava, fazendo um jogo de boa contenção no meio de campo, mas sem elevar o ritmo para buscar intensidade no ataque.

Com as primeiras substituições e a inércia do Dourado, o Bahia melhorou e, pela primeira vez, conseguiu levar perigo real ao gol de Walter. Em um recorte de pouco mais de 10 minutos, o Bahia soube ser ofensivo e, na melhor chance, aos 25, Rossi bateu forte de longe e Walter precisou fazer uma boa defesa.

O bom momento, porém, não se estenderia para muito além daqueles minutos. Logo, o Bahia voltou a ficar preso controle defensivo do Cuiabá, que abdicava do jogo. Outra boa chance só voltaria a aparecer aos 46, quando Rodallega recebeu cruzamento da direita e subiu para cabecear no travessão de Walter. Fora isso, os 20 minutos finais foram um grande deserto de ideias.

Ficha do jogo

Bahia (0)
Danilo Fernandes; Nino Paraíba, Germán Conti, Luiz Otávio (Gustavo Henrique) e Matheus Bahia; Patrick de Lucca, Danielzinho (Rodriguinho) e Lucas Mugni (Ronaldo César); Raí Nascimento (Rossi), Juninho Capixaba e Hugo Rodallega. Técnico: Guto Ferreira.

Cuiabá (0)
Walter; João Lucas, Paulão, Alan Empereur e Uendel; Camilo, Pepê (Anderson Conceição), Rafael Gava (Uillian Correia) e Max (Jonathan Cafu); Jenison (Elton) e Felipe Marques (Lucas Hernández). Técnico: Jorginho.

Local do jogo: Arena Fonte Nova, em Salvador-BA
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa-SP) e Neuza Ines Back (Fifa-SP)
Cartão amarelo: Juninho Capixaba (BAH)
Público: 19.790 torcedores
Renda: R$ 413.759,50

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending