conecte-se conosco
Guto Ferreira, técnico do Bahia Guto Ferreira, técnico do Bahia

BABahiaSérie AÚltimas

Guto se mantém confiante na permanência do Bahia no Brasileirão: “Seguimos acreditando”

Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia

Publicados

em

O empate do Bahia contra o Cuiabá, na Arena Fonte Nova, dificulta bastante a vida do Tricolor de Aço na briga contra o rebaixamento. A equipe segue no 17º lugar do Brasileirão, agora com 37 pontos, dois a menos do que o Juventude, primeiro time fora da zona. A bronca aumenta também pela sequência negativa que o Esquadrão passa, de três jogos seguidos sem vencer. Nesse último domingo, o resultado frustrou os torcedores, mas o técnico mantém a confiança em alta de que o Bahia conseguirá se garantir na Série A ao fim do torneio.

“A gente está buscando reagir. Até tivemos oportunidades, mas, infelizmente, a bola acabou atravessando. Faltou um pezinho ali para botar para dentro, a bola passou por cima. Talvez a gente estivesse analisando que o Bahia se entregou muito e conseguiu a vitória apesar disso, então todo o foco, o que direcionou o resultado, e vocês estão certos. Eu não estou discutindo, não. A gente precisa vencer. E quanto à questão de dizer para o torcedor, tem que estar acreditando sempre. Seguimos acreditando e cabe ao torcedor acreditar ou não. É a opção que ele tem. E cabe à gente a acreditar ou não. Nós estamos acreditando e vamos até a última gota de suor, de sangue, para poder fazer o resultado acontecer”, disse Guto Ferreira.

Dentro dessa sequência negativa de três jogos, o Bahia não balançou as redes em nenhum deles. O setor ofensivo vem tendo dificuldades não só para criar jogadas, mas também para concluí-las com maior precisão. O treinador admite que há correções a serem feitas, já que o desempenho na frente não agrada, mas também enalteceu a melhora defensiva que o Tricolor teve desde a sua chegada.

“Nós temos que melhorar. Eu posso falar pelos últimos nove jogos. Nós marcamos sete gols. Não é o ideal. A gente tinha que ter marcado pelo menos um gol por jogo. Mas, fatalmente também, houve uma melhora significativa na defesa. Nós tomamos gols em três jogos. Nestes três jogos, o Flamengo que saiu fora da curva. O pênalti vocês sabem como. Na sequência, teve a expulsão, que desarrumou totalmente a nossa equipe”, concluiu o comandante do Bahia.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending