conecte-se conosco
Estádio dos Aflitos, Náutico Estádio dos Aflitos, Náutico

NáuticoPEÚltimas

Após caso de assédio, Náutico firma parceria com consultoria especializada no combate ao abuso contra mulheres

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Após denúncia de assédio que ganhou corpo nas redes sociais nos últimos dias, quando Tatiana Roma, ex-diretora do Náutico, trouxe fortes relatos de importunação e injúria feitas por Errison Melo, funcionário do departamento financeiro do Timbu e irmão do presidente do clube, Edno Melo, o Alvirrubro firmou uma parceria, anunciada na tarde desta quarta-feira, com a Women Friendly, empresa especializada em treinamentos e consultoria para prevenção e combate aos diversos tipos de violência contra a mulher.

Em nota, o Náutico deu mais detalhes sobre o acerto.

LEIA MAIS:
> Ex-diretora do Náutico denuncia funcionário do setor financeiro por importunação sexual
> Náutico admite ter recebido denúncia de ex-diretora, cita acordo e acusado pede afastamento
> Ex-vice jurídico nega ter indicado acordo em denúncia de assédio e cobra postura do Náutico
> Ex-diretora do Náutico solicitou ao presidente do Conselho o afastamento do funcionário em setembro
> Após divulgação de conversas, presidente do CD do Náutico vê ‘partes desconexas’ e aponta observações sobre as falas

“O objetivo é desenvolver um plano de ações integradas que permitam o clube receber certificação anual de Women Friendly de boas práticas no combate ao assédio. A Women Friendly está no mercado desde 2017 e já atendeu clientes como a operadora de telefonia Tim, a farmacêutica alemã Bayer, a mineradora Vale, Chesf, Rede Camarada Camarão. Além disso, a empresa atua em eventos como Carvalheira na Ladeira e No Ar Coquetel Molotov, ambos no ramo de festas”, explicou o Timbu.

Também de acordo com o post do Náutico, os primeiros passos da atuação da empresa será gerir treinamentos e fazer ajustes no código de ética junto às lideranças e liderados do clube para, em seguida, todos consigam e saibam identificar comportamentos abusivos dentro das dependências do clube, seja em partidas nos Aflitos ou no dia a dia de trabalho.

“Será uma ouvidoria independente, coordenada e executada externamente ao clube, sem envolvimento de diretoria e outros membros da equipe, com o objetivo proporcionar a maior isonomia possível em todo o processo”, acrescentou.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending