conecte-se conosco

CEFortalezaSérie AÚltimas

Fortaleza não perde para o Santos há 15 anos

Leonardo Moreira/FEC

Publicados

em

O Fortaleza enfrentará o Santos nesta quinta-feira e, em caso de vitória, já pode terminar a semana com a vaga garantida na Copa Libertadores. Quando olhamos para o histórico, a tendência, realmente parece ser de um resultado mais pendente ao Leão que ao Peixe, que só ganhou um confronto com o Tricolor nos últimos 18 anos, sem derrotas há 15.

Nesse recorte, os dois times de 18 anos se encontraram em 10 oportunidades, sempre pelo Brasileirão, com duas vitórias nordestinas, uma sudestina e incríveis sete igualdades.

Esses dois triunfos leoninos, inclusive, são os únicos que o Fortaleza já teve sobre o Santos, com vitórias nos returnos das Séries A de 2019 e 2020. A primeira foi em um 2 a 1, com gols de Edinho e Osvaldo. A segunda, já disputada neste ano, foi um 2 a 0, com gols de Juninho e Wellington Paulista.

Antes desse recorte, o Santos tinha total domínio do retrospecto do confronto, com sete vitórias e dois empates, mas, hoje, a realidade mostra oito triunfos santistas, nove empates e duas vitórias do Fortaleza.

A última vez que o Leão perdeu um jogo para o Peixe foi válida pelo Brasileirão de 2006, no primeiro turno daquele ano que terminaria com a queda tricolor à Série B. Aquele 2 a 0 teve, em campo, nomes como Maizena, Finazzi e Rinaldo, com Rodrigo Tabata e Rodrigo Tiuí marcando os gols paulistas.

O jogo mais recente (foto), no primeiro turno do atual Brasileirão, terminou empatado em 1 a 1, no Castelão, com Lucas Crispim e Carlos Sánchez marcando os gols do jogo.

Em meio a essa vantagem recente para o Fortaleza, as equipes se reencontram na noite desta quinta-feira. A partida, válida pela 35ª rodada do Brasileirão, acontece na Vila Belmiro, estádio onde o Leão ainda não conseguiu vencer o Peixe. A bola rola a partir das 19h.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending