conecte-se conosco

NáuticoPEÚltimas

Conselheiros se afastam do cargo por discordar de decisão do CD sobre investigação de denúncia de assédio no Náutico

Foto: Divulgação/ CNC

Publicados

em

Três conselheiros do Náutico solicitaram afastamento dos cargos por divergência com a decisão do Conselho Deliberativo (CD) do clube em relação à investigação da denúncia de importunação sexual apresentada pela ex-diretora Tatiana Roma contra o ex-superintendente financeiro Errisson Melo, que é irmão do presidente Edno Melo.

Em reunião extraordinária na noite da última segunda-feira, foi definido que o órgão será o responsável por conduzir a abertura do processo interno e não a diretoria executiva.

Joaquim Araújo, Fernando Ferro e Clodoaldo Torres alegam que a decisão vai em dissonância ao estatuto do Náutico, segundo o artigo 10 e o inciso XV do artigo 32, e já encaminharam a solicitação ao presidente do Conselho Deliberativo, Alexandre Carneiro. Confira abaixo o documento.

O caso

A denúncia de Tatiana Roma veio à tona no dia 22 de novembro. Depois da divulgação da história, o clube admitiu ter tido conhecimento da denúncia e o acusado pediu afastamento do clube.

A ex-diretora também divulgou trechos de uma conversa com o presidente do Conselho Deliberativo, Alexandre Carneiro , solicitando o afastamento de Errisson Melo, algo que foi rebatido por Alexandre, que garantiu ter explicado o rito jurídico para ela.

O assunto já começou a gerar pressão por parte de patrocinadores do clube, e também já levou o Náutico a acertar parceria com uma consultoria especializada no combate ao abuso às mulheres. Pouco depois, o clube anunciou a demissão do agora ex-superintendente financeiro.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending