conecte-se conosco
Ceará perde chances, empata com América-MG e se complica na busca pela Libertadores Ceará perde chances, empata com América-MG e se complica na busca pela Libertadores

CECearáSérie AÚltimas

Ceará perde chances, empata com América-MG e se complica na busca pela Libertadores

Reprodução

Publicados

em

O Ceará perdeu uma grande oportunidade de encaminhar a sua presença na Copa Libertadores. No confronto direto contra o América-MG, o Vozão conseguiu criar várias oportunidades claras de gol no segundo tempo, mas, na única vez que colocou a bola nas redes, o lance estava impedido. Assim, no Castelão, os rivais diretos não saíram do zero.

Como fica?

Se vencesse, o Ceará estaria muito perto da inédita vaga continental – sonhando, inclusive, com uma classificação direta à fase de grupos, algo que, agora, já não pode mais acontecer.

Com o empate, os mandantes já não dependem só de si para confirmar a sua vaga. Com 50 pontos, o time é nono colocado, mesma pontuação do América, oitavo, com uma vitória a mais. Na área de alcance, à frente, o Fluminense é sétimo, com 51.

Na última rodada, todos os jogos acontecem ao mesmo horário: às 21h30 da quinta-feira. Para o Vozão, o compromisso final é no Allianz Parque, contra o Palmeiras. O Coelho, por sua vez, joga no Independência, contra o São Paulo.

Primeiro tempo

O Ceará não teve o início de jogo esperado. Mas nem pelo andar da partida, equilibrava. Aos 15 minutos, Tiago Nunes já tinha sido forçado a fazer suas mudanças por lesão, com Jael e Bruno Pacheco deixando o campo para dar espaço a Yony González e Kelvin.

Em campo, o clima era o de um jogo decisivo, basicamente definindo uma vaga na Copa Libertadores. Assim, as equipes tentavam ser cuidadosas, mas, acima de tudo, eram nervosas. Nisso, a partida tinha muitos erros de passe, atrasando a construção das jogadas e acabando com as chances reais de gol antes mesmo delas começarem.

Ainda assim, as propostas de jogo eram claras, com um Ceará com maior domínio da posse de bola. O América, por sua vez, apostava na velocidade, tentando pegar a defesa alvinegra desarmada.

Segundo tempo

Depois do intervalo, o jogo voltou em pegada parecida, com dois times sem conseguir buscar grandes pressões ofensivas. Ainda assim, o Ceará quase tirou o zero do placar aos 11, quando Cléber pegou a defesa americana desarrumada, Cavichioli saiu errado e Anderson Jesus apareceu em cima da linha para defender a finalização do centroavante.

Dali em diante, porem, o Vozão começou a se encontrar no jogo. Com jogadores como Lima e Vina passando a participar mais das jogadas de intensidade e com a entrada de Cléber no lugar de Yony González, o Ceará cresceu e passou a incomodar bastante a defesa americana.

Aos 15, inclusive, o Ceará chegou a ter um gol anulado por impedimento, também com Cléber. Mas essas, nem de longe, foram as únicas grandes oportunidades dos mandantes no jogo, sempre aproveitando a desorganizada segunda linha mineira.

A reta final, porém, foi do Coelho – com a melhor chance saindo já nos acréscimos. Aos 49, o Coelho emendou um contra-ataque com Ademir, que recebeu na direita, driblou Fernando Sobral, tirou de João Ricardo e bateu para fora.

Ficha do jogo

Ceará (0)
João Ricardo; Igor, Messias, Luiz Otávio e Bruno Pacheco (Kelvin); Fabinho (Marlon), Fernando Sobral, Lima (Rick) e Vina; Stiven Mendoza e Jael (Yony González/Cléber). Técnico: Tiago Nunes.

América Mineiro (0)
Matheus Cavichioli; Patric, Eduardo Bauermann, Anderson Jesus e Marlon (João Paulo); Lucas Kal, Juninho Valoura (Fabrício Daniel) e Juninho; Ademir, Mauro Zárate (Rodolfo) e Felipe Azevedo (Zé Ricardo). Técnico: Marquinhos Santos.

Local do jogo: Arena Castelão, em Fortaleza-CE
Árbitro: Raphael Claus (Fifa-SP)
Assistentes: Eduardo Goncalves da Cruz (MS) e Daniel Luis Marques (SP)
Cartões amarelos: Marlon e Lucas Kal (AME)
Público: 51.123 torcedores

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending