conecte-se conosco

PESportÚltimas

Ídolo leonino, Durval aciona Justiça para cobrar Sport por descumprimento de acordo

Williams Aguiar/Arquivo/Sport

Publicados

em

Mais um acerto judicial entre o Sport e um de seus ex-jogadores volta a rondar a Ilha do Retiro. Desta vez, o nome que está em pauta, procurando o recebimento do que lhe foi dado em Justiça, é o do ex-zagueiro e ídolo Durval, que acionou o Leão na Justiça devido ao descumprimento dos pagamentos das parcelas do acordo, que foram acordadas, no final de 2019, entre o clube e os advogados do jogador.

O acordo foi fixado em um montante de R$ 600 mil para abater uma dívida milionária referente a salários e encargos trabalhistas. Na ocasião, foram estipuladas 25 parcelas a serem pagas, sendo a primeira de R$ 60 mil e as restantes divididas em 24 pagamentos de R$ 20 mil. Além disso, o Leão também ficaria encarregado de pagar os honorários dos advogados do zagueiro, avaliados em R$ 40 mil, divididos em quatro parcelas.

Porém, em contato com o vice-presidente jurídico do clube, Rodrigo Guedes, a reportagem do NE45 confirmou que o ex-jogador não vem recebendo as parcelas desde 2020 e que, nem ao menos, os honorários foram quitados.

“Foi feito um acordo com o jogador no dia 20 de dezeembro de 2019, que foi homologado um mês depois. Ao todo, foram 25 parcelas estipuladas, sendo a primeira de 60 mil e as outras de R$ 20 mil, das quais seriam destinados R$ 560 mil para o atleta e mais R$ 40 mil para os advogados como forma de pagamento de honorários. Porém, só foram pagas as primeiras oito parcelas em 2020 e depois uma em 2021. Além disso, os advogados, que deveriam receber em quatro parcelas de R$ 10 mil, só receberam duas”, explicou Guedes.

Questionado sobre possíveis sanções que possam ser aplicadas ao Rubro-negro devido ao descuprimento do pagamento, Rodrigo apontou que o clube deve ter que pagar multa e juros referentes ao valor da causa. Porém, o advogado aponta que o clube já procurou os representantes de Durval para tentar resolver a situação.

“Fomos notificados no final de novembro e estamos tentando contato com os advogados de Durval para tentarmos resolver a situação. Até o momento só haverá uma multa e o pagamento de juros que serão cobrados referentes às parcelas, mas, para isso, temos que ver os termos do acordo e como isto está previsto no processo”, esclareceu.

Por fim, o dirigente ainda admitiu que o caso de Durval não é o único e que há mais acordos celebrados entre o Leão e ex-jogadores que vem sendo descumpridos, mas que o clube estaria trabalhando em soluções para regularizar as situações em aberto.

” Sabemos que existem outros acordos que estão em descumprimento. Porém, o Sport vai procurar honrar seus compromissos independente de em que gestão eles foram feitos. Primeiramente, porque é um direito do atleta, e segundo porque estamos representando o nome do clube”, concluiu.

Trending