conecte-se conosco

PESportÚltimas

Sport espera resolver dívida com Rithely e se livrar de punição na CRND até esta sexta

Clube descumpriu prazos com atleta e tem pouca manobra por acordo

Foto: Divulgação/ Sport Recife

Publicados

em

A punição imposta pela Câmara Nacional de Resolução de Disputas (CNRD) por conta da dívida de R$ 1.5 milhão com o volante Rithely se tornou um dos problemas mais urgentes do Sport, uma vez que impede o clube de registrar novos jogadores pelos próximos seis meses. E é com essa celeridade que a direção rubro-negra planeja solucionar o caso.

LEIA: Com quase 40 ações na CNRD, Sport tenta acordo com Thomás para evitar nova punição

Em contato com o NE45, o presidente do clube, Yuri Romão, afirmou que tem o desejo pessoal de resolver este imbróglio até o final desta semana. Ao mesmo tempo, reconheceu que o clube tem pouca ‘massa de manobra’ por conta dos descumprimentos que teve neste processo que se arrasta desde 2018.

“Rodrigo Guedes (vice-jurídico) estava em viagem, está chegando agora e deverá entrar em contato com os representantes para tentarmos um acordo para quitação do débito. O Sport já tinha feito alguns acordos com esses mesmos atores e não foram cumpridos, então isso desgastou a relação. Então agora, até por circunstância, não temos muita massa de manobra. Faremos alguma proposta para que seja confortável para o atleta”, afirmou o presidente.

“A ideia é fazermos algo palatável. Não temos prazo. O prazo se auto impõe: estamos impedindo de inscrever, vamos entrar agora nessa fase de contratações e precisamos inscrever. Pessoalmente, quero até esta sexta-feira estar com isso solucionado”, acrescentou.

Sem acesso ao BID pelos próximos seis meses, aliás, o Sport fica impossibilitado de registrar contratações ou renovações – que não sejam automáticas, isto é, tenha cláusulas – no sistema da CBF. Assim que o montante for quitado ou o clube chegar a um acordo que resulte na retirada da ação, volta a poder inscrever atletas automaticamente.

Rithely defendeu o Sport de 2011 até 2022, com uma passagem de um ano e meio por empréstimo junto ao Internacional. No total, entrou em campo 365 vezes, tornando-se o quinto jogador que mais atuou pelo clube na história. Na galeria de troféus, tem dois estaduais (2014 e 2017) e uma Copa do Nordeste (2014).

Não é novidade

Tornou-se comum, aliás, para o Sport sofrer sanções na CNRD. Entre 2019 e 2020, o clube foi punido em duas oportunidades por débitos com o chileno Mark González, enquanto no começo deste ano uma nova ação envolvendo Marquinhos, Leandro Pereira e Agenor também proibiu o clube de inscrever atletas. Inclusive, o Rubro-negro também sofre processo de Thomás e negocia com ele a fim de evitar nova punição.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Trending