conecte-se conosco

Copa do NordesteNáuticoPEPernambucanoÚltimas

Hélio elogia perfil do elenco, mas ressalta necessidade de mais um lateral-esquerdo

Foto: Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

A montagem do elenco do Náutico fez a torcida brincar nas redes sociais de que o grupo era formado por ‘psicopatas’ pelo perfil de alguns atletas. O próprio auxiliar técnico Guilherme dos Anjos entrou na brincadeira e falou que é no bom sentido pela questão da entrega, intensidade e comprometimento. Opinião corroborada pelo técnico Hélio dos Anjos sobre o perfil do elenco.

“Até gostei. Foi uma palavra colocada nas redes sociais, mas para mim de forma inteligente e interessante. Psicopata no bom sentido, de querer ganhar. Gosto disso e também sou assim. Quero ganhar e minha forma de trabalho é essa. São coincidências. Quando vi o perfil dos jogadores, não vi problema. Estou muito tranquilo. Conversei com Leandro (Carvalho) e dei a liberdade se ele não quisesse ficar, dizer que o ‘homem (treinador) é doido, os caras querem demais’. Com os paraguaios, amanhã, vou ter a mesma conversa. Falo limpo com os jogadores. Legal também ter um grupo aguerrido não só com a bola. Podemos ter um perfil diferente do ano passado, mas temos que trazer resultado. Até temos um perfil de ações de muita vontade de ganhar como Camutanga. O próprio Kieza, que é um jogador técnico e diferenciado, mas com esse espírito. É o que a gente precisa: espírito de vencer, de ganhar e de se comportar, que isso não abro mão”, resumiu.

O Náutico chegou ao quinto dia de pré-temporada, nesta sexta-feira (7), e com oito contratações realizadas. O Timbu reforçou todos os setores e a montagem do elenco deixou o técnico satisfeito, embora reconheça a necessidade de mais um lateral-esquerdo para o grupo.

A equipe conta apenas com Júnior Tavares, que renovou o contrato, para a posição. Luan, atleta da base alvirrubra, está disputando a Copa São Paulo de Futebol Júnior, enquanto Bryan está no DM em recuperação de uma lesão no joelho.

“É uma questão de orçamento. Essas peças não vão vir por causa do orçamento e temos que respeitar. Precisamos de mais coisas. Vou iniciar a competição somente com um lateral-esquerdo. Não posso jogar em Luan a responsabilidade de ser um jogador pronto. Não tem ainda essa capacidade. Mas vamos procurar adaptar tudo isso e o mais importante é trabalhar e ter consciência, assim como a direção ter a consciência de tudo o que está se fazendo”, ressaltou o comandante alvirrubro.

Com as dificuldades financeiras no início da temporada, o Náutico precisou ter criatividade no mercado para buscar as peças necessárias dentro do orçamento. Neste perfil, Hélio dos Anjos destacou a chegada de dois atletas.

“Tivemos que adaptar as contratações por conta do orçamento. Aproveitar o momento do mercado, como foi o caso do centroavante (Jorge Ortega). O próprio Eduardo (Teixeira), que tem qualidade e foi uma oportunidade criada pelo Ari (Barros)”, disse.

Apesar de ainda precisar de pelo menos uma peça, Hélio dos Anjos está satisfeito com a montagem do elenco. Com a base mantida, a chegada de reforços e o modelo de jogo já implantado na equipe, o treinador focará nos trabalhos em campo para encaixar o time visando a temporada de 2022.

“Adaptamos as contratações ao orçamento do clube e foi uma coisa batida pelo nosso presidente. E procuramos fazer isso junto a Ari e a nossa diretoria de futebol. Conseguimos trazer dois jogadores com espírito bom, vindos de fora. Temos uma boa recuperação do Kieza, mas não podemos correr riscos. Achei importante a chegada do Leandro. Hoje, tive uma conversa com ele orientando sobre tudo o que vai ser colocado em prática. Foi assim com João Paulo e Wellington. Só não conversei com Lucas Perri porque ele está em adaptação com Marquinhos (Marcos Lemes, preparador de goleiros). Estou satisfeito e consciente de que as dificuldades são grandes, mas conscientes de que temos a oportunidade de trabalhar. Não podemos perder treino e estamos tendo uma resposta boa do grupo”, completou.

Trending