conecte-se conosco
AdrianoMichaelJackson AdrianoMichaelJackson

BAPESanta CruzÚltimas

Santa Cruz tem dívida com Jacuipense por transferência de Adriano Michael Jackson

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

Adriano Michael Jackson já não faz mais parte do elenco do Santa Cruz desde junho do ano passado, mas o clube ainda tem pendências relativas à transferência do jogador a resolver. Segundo apuração do NE45, o Tricolor ainda não pagou todos os R$ 35 mil referentes à liberação do atacante com a Jacuipense, faltando R$ 10 mil para quitar o débito com o clube baiano. A informação também foi confirmada pela reportagem com uma fonte ligada ao Jacupa na tarde desta quarta-feira.

Compensação esta colocada no acordo de cessão de Adriano MJ firmado entre os clubes como contrapartida pelo empréstimo do volante prata da casa Ítalo Henrique ao time baiano. No negócio, antecipado pelo blog, o Santa Cruz liberaria seu ativo sem ônus, mas o Jacupa herdaria 50% do direitos econômicos do jogador – o que não aconteceu, uma vez que o meio campista não estava nos planos do clube pernambucano e, tão logo após o término do seu contrato, ao final de maio, deixou o Arruda.

Dado o desfecho negativo, caberia ao Tricolor compensar financeiramente o time baiano em R$ 35 mil, como consta em parte do contrato obtido pela reportagem. Valor, por exemplo, bem menor do que os R$ 300 mil a serem pagos caso o Santa Cruz optasse por usar Carlos Adriano nas partidas contra o Jacupa. (Veja abaixo)

“Na impossibilidade de firmar com o cedente o referido empréstimo do atleta Ítalo Henrique dos Santos Soares até a data aprazada, fica o cessionário obrigado a indenizar o cedente no valor de R$ 35.000,00 (trinta e cinco mil reais), no prazo de 24 (vinte e quatro horas), podendo o cedente utilizar de todos os meios judiciais e/ou extrajudiciais cabíveis para fazer valer o recebimento do seu crédito”, diz o documento.

Inclusive, como forma de suavizar o pagamento à vista do débito e de certa forma contrariando o que diz nos termos do contrato, o Jacuipense permitiu que o Santa Cruz pagasse em três parcelas o montante (R$ 15 mil + R$ 10 mil + R$ 10 mil).

A chegada de Adriano Michael Jackson no Santa Cruz já ocorreu de forma conturbada. Isso porque, antes mesmo do anúncio oficial nas redes corais, o atacante ainda não havia acertado sua liberação junto com a Jacuipense, em um negócio que se arrastou por quase uma semana.

Em campo, o jogador, com contrato no Arruda até 30 de novembro de 2021, pouco rendeu. Foram apenas quatro partidas disputadas e um gol marcado. Desempenho que sequer lhe garantiu bonificação por performance – no negócio, o Santa Cruz ofereceu premiação de R$ 2 mil a cada 10 jogos que o atleta atuasse como titular por quarenta e cinco ou mais minutos.

O alto custo do salário, orçado em R$ 20 mil mensais, acrescido de R$ 5 mil de moradia, também pesou no desligamento de Michael Jackson, que teve a saída oficializa pelo clube no dia 28 de junho, ao lado do lateral esquerdo Julinho e do zagueiro Hebert.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending