conecte-se conosco

BABahiaSérie AÚltimas

Bahia cai para o Palmeiras e amplia crise antes de decisão na ‘Sula’

O Palmeiras precisou apenas do primeiro tempo para matar a partida, ao abrir 3 a 0 sobre o Bahia. (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Publicados

em

A situação do Bahia ficou ainda pior na Série A do Campeonato Brasileiro. Inofensivo contra o Palmeiras e de olho na decisão da Sul-Americana contra o Defensa y Justicia, o Tricolor de Aço não foi páreo diante do time alviverde neste sábado, na Allianz Parque. Com três gols sofridos ainda no primeiro tempo, o Esquadrão foi derrotado por 3 a 0, acumulando a sua quarta derrota seguida na Série A. Resultado que, aliado a uma combinação de jogos dos rivais Atlético-GO e Sport, pode levar a equipe à beira do Z4 do Brasileiro.

Primeiro tempo foi o bastante

Já nos primeiros 13 segundos do jogo, Gilberto teve a primeira boa chance de gol do jogo, depois de limpar a marcação e chutar cruzado para a boa defesa de Weverton. No entanto, não demorou para o Palmeiras imprimir o seu ritmo e abrir o placar. Aos 5′ os paulistas responderam em jogada pela direita, que seria a principal arma ofensiva ao longo da etapa. No cruzamento de Mayke, Douglas ainda desviou, Mas a bola sobrou para William, livre, dominar e só tocar para o fundo da rede.

O jogo seguiu franco para as duas equipes, com a ressalva de que o goleiro Weverton segurou as três finalizações que o Bahia desenvolveu até os 20 minutos. Mas parou aí. Mesmo deixando espaços para o Tricolor jogar, o Palmeiras aguardava as chances de contra-atacar. E quando chegava, era com mais perigo. Douglas ainda salvou uma cabeçada de Kuscevic aos 28′, mas não evitou o segundo gol de pênalti sofrido por Mayke, cobrado por Raphael Veiga, aos 35′.

Para selar a vantagem ainda na primeira etapa, Rony recebeu lançamento em profundidade, limpou a marcação de Juninho e bateu na saída de Douglas. O 3 a 0 praticamente decretava o resultado, mesmo com mais 45 minutos de tempo regulamentar a cumprir.

Estatísticas

Posse de bola: Palmeiras 59% x 41% Bahia
Finalizações: Palmeiras 15 x 18 Bahia
Finalizações no gol: Palmeiras 7 x 7 Bahia
Passes certos: Palmeiras 451 (89%) x 290 (85%) Bahia
Faltas: Palmeiras 11 x 20 Bahia
Desarmes: Palmeiras 12 x 9 Bahia
Defesas do goleiro: Palmeiras 8 x 4 Bahia

Fonte: Sofascore

Mudanças de Sidnei

Comandando a equipe na área técnica, devido a uma punição sofrida por mano Menezes, Sidnei Lobo tentou fazer com que a equipe ao menos reagisse, depois do claro domínio palmeirense na primeira etapa. Mandou a campo três mudanças já no intervalo, acionando Clayson, Rossi e Nino Paraíba, depois de escalar uma equipe com trocas, mirando o jogo contra o Defensa y Justicia pela Sul-Americana.

A mudança fez resultado e o Bahia voltou pressionando mais, principalmente nas investidas pelos flancos da defesa palmeirense. Em três minutos, Weverton salvou o Palmeiras em três oportunidades, aos 12′ em toque de Gabriel Menino contra a própria meta, e aos 15′ Nino Paraíba e Ronaldo esbarraram no goleiro.

A melhora do Bahia fez o Palmeiras acordar e chegar novamente no ataque com William, obrigando Douglas a realizar uma ótima defesa aos 19′. Gabriel Silva também saiu livre de cara com o goleiro do Bahia, mas mandou por cima. Mas também olhando na Libertadores, o time paulista não apertou mais o ritmo. Kuscevic ainda acertou a trave aos 41, antes do apito final.

Z4 à vista

Com a derrota, a quinta consecutiva, sendo a quarta na Série A, o Bahia pode até cair para a 16ª colocação, sendo o último time antes da Zona de Rebaixamento para a Série B. Além de ser ultrapassado pelo Bragantino, que venceu o Fortaleza, o Tricolor pode perder posição ainda para o Atlético-GO, que enfrenta o Ceará no Castelão, e o Sport, que recebe o Coritiba na Ilha e tem apenas dois gols a menos de saldo na tabela.

Trending