conecte-se conosco

BAÚltimasVitória

Rodrigo Chagas destaca ‘brio’ do Vitória após arrancar empate com Avaí

Foto: Pietro Carpi/EC Vitória

Publicados

em

Um jogo com dois tempos completamente distintos na Ressacada, contra o Avaí. Um Vitória que foi apático nos primeiros 45 minutos e bem melhor na etapa complementar. Pelo menos do ponto de vista do técnico da equipe baiana, Rodrigo Chagas, que fez questão de destacar o ‘brio’ do time no último terço do confronto.

O Leão ficou duas vezes atrás do placar, mas conseguiu igualar o marcador com Fernando Neto e Léo Ceará, já nos acréscimos. Poderia, inclusive, ter virado o confronto, após grande lance de Alisson Farias, mas a bola foi para fora.

“No primeiro tempo nós fomos um time muito passivo, sem alegria, sem disposição. Quando tomamos o gol nos encolhemos mais ainda. No segundo tempo, porém, fomos um time com mais brio, aguerridos, competitivos, procuramos não deixar o adversário jogar”, disse.

Outros trechos

Protesto da torcida

“A nossa torcida tem que estar do nosso lado. Sei que o momento é ruim. Eu, mais do que nunca, não gostaria de estar passando por essa situação agora. Eu gostaria de estar dando alegria e felicidade ao nosso torcedor. A gente tem que ter uma cobrança para que a gente possa ter um grande jogo no domingo e um grande resultado para a gente se afastar o quanto antes dessa situação. Mas toda cobrança da torcida, desde que seja positiva, para que a gente possa ter um ótimo desempenho no jogo de domingo, vai ser muito importante.

Gols de bola parada

“A gente trabalhou bastante esse tipo de situação. Tomamos um gol de escanteio. Individualmente marcando, vamos dizer assim, a gente vacilou. Estava tudo bem definido. A bola terminou sobrando dentro da área para o Valdívia. São erros que a gente não pode cometer de forma alguma. Tomar gol de bola parada, principalmente. É continuar trabalhando, fazendo as correções, fazendo com que os atletas enxerguem. Porque futebol é detalhe. Infelizmente, erramos duas vezes, tanto no primeiro como no segundo gol”.

Chance para Leocovick

“Leocovick é um jogador de boa qualidade técnica. Teve a Covid-19. É um jogador que perdeu muito, está recuperando aos poucos. Mas, no meu entender, não acho que Rafael foi tão mal assim. Acho que ele precisa melhorar o último terço dele, caprichar nas bolas de cruzamento, para que possa encontrar os nossos atacantes dentro da área. Mas não tenha dúvida de que Leocovick é uma opção muito boa para a gente”.

Trending