conecte-se conosco

PESanta CruzSérie CÚltimas

Martelotte não confirma Pipico de titular em decisão contra o Brusque

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

O técnico Marcelo Martelotte não deve cravar mesmo os onze inicias do Santa Cruz que vão enfrentar o Brusque, no domingo, pela decisão do quadrangular do acesso à Série B. Um mistério que também se estende, sobretudo, em relação a Pipico, artilheiro do time na temporada, mas que vive jejum incômodo de gols – há mais de dois meses que não marca.

Questionado se iria colocá-lo a campo de imediato diante do rival catarinense, o comandante tricolor, apesar de mais uma vez reforçar a confiança no camisa nove, disse ainda estar ‘avaliando as possibilidades’ para o confronto, e acrescentou que não vai abrir mão de ter uma equipe ‘forte ofensivamente’.

“Na verdade a gente tem algumas alternativas e nós vamos buscar com certeza um time equilibrado, mas que tenha um poderia ofensivo forte. A gente precisa da vitória, dependendo do resultado do outro jogo, a gente pode depender até de fazer a diferença de gols. Então é importante que a gente tenha um time ofensivamente forte. A gente vai analisar essas possibilidades, principalmente com relação aos jogadores de ataque”, explicou Martelotte.

“Pipico tem a nossa confiança, é um jogador que já mostrou sua capacidade dentro do Santa Cruz nesses últimos anos. É um jogo decisivo, importante, e a experiência desses jogadores conta. Ele tem a possibilidade de começar atuando ou entrar no decorrer da partida. A gente tem algumas alternativas
e vamos pensar um pouco mais a respeito da escalação inicial”, encerrou o assunto.

Veja mais pontos da entrevista.

Como se concentrar sabendo que o Santa Cruz não depende só de si

“Primeiro, a cabeça tem que estar voltada para o nosso jogo, o mais importante é a concentração na nossa partida, que é decisiva e que é fundamental para nossa chance de acesso. Então a motivação tem que vir daí, da importância do jogo, da necessidade de vitória, da condição que a gente tem jogando na nossa casa, de fazer a nossa parte da melhor maneira possível. Sobre o outro jogo a gente não tem controle. São boas as chances para o resultados que nos favoreçam aconteçam. E acho que o time está 100% motivado, pronto para fazer sua parte contra o Brusque”.

Brusque possivelmente ‘relaxado’

“O jogo seria perigoso de qualquer maneira. Eu não vejo nenhuma vantagem de enfrentar uma equipe que já conquistou seu objetivo principal, mas entendo também que o importante é a nossa motivação, a nossa vontade. A gente está atrás do nosso objetivo, então não vejo nenhum adversário, seja qual ele fosse nesse jogo, ter mais vontade e querer mais que o Santa Cruz. Respeitamos muito, parabenizamos o Brusque pela conquista do acesso, mas sabemos que a necessidade maior é nossa e vamos em busca do resultado que nos classifique”.

Victor Rangel entre os 11

“A gente tem utilizado o Rangel praticamente em todos os jogos nesse quadrangular. Ele tem participado bem, a gente ainda vai ter alguns episódios de trabalho para definirmos melhor a escalação, mas o Rangel vem buscando seu espaço para jogar entre os titulares”.

O que pode representar o acesso na carreira/futuro no Santa Cruz após Série C

“É muito importante colocar novamente o Santa Cruz na Série B, para nós todos é um momento importante. Volto a dizer: vejo até como uma obrigação. O objetivo maior que me trouxe ao Santa Cruz foi esse acesso, essa volta para a Série B, lugar onde eu fui mais feliz no Santa Cruz. É uma decisão, um momento importante. Com relação ao que vai vir depois a gente deixa pra depois. Nesse momento a gente está concentrado única e exclusivamente no jogo”.

Continue lendo
1 comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending