conecte-se conosco

MASérie BÚltimas

Em jogo frustrante, Sampaio carimba faixa do acesso e vence o Cuiabá

(Foto: Lucas Almeida/Sampaio Corrêa)

Publicados

em

Era pra ser uma partida extremamente nervosa, decisiva para o Cuiabá, que jogava em casa, subir de divisão, e o Sampaio Corrêa seguir um sonho cada vez mais improvável de também alcançar a Série A. No entanto, a vitória do Juventude sobre o Figueirense mais cedo já tirava qualquer possibilidade da Bolívia, e enquanto as equipes aqueciam o empate do CSA deu ao Dourado a confirmação da vaga na Elite antes mesmo do apito inicial. Logo, o jogo frustrante desta sexta-feira na Arena Pantanal se tornou uma mera formalidade de cumprir tabela.

Mesmo assim, as equipes não abriram mão de uma partida disputada – embora bem distante de um confronto decisivo. Apesar do início morno do primeiro tempo, o Sampaio Corrêa foi letal no fim da primeira etapa e abriu uma vantagem de dois gols, que foi importante para decretar a vitória da equipe maranhense por 3 x 1. Placar que deixaria o time vivo se não fosse pelos rivais, mas que ao menos deu o gostinho de ‘carimbar’ a faixa do acesso do Cuiabá.

Primeiro tempo morno

Comemoração de um lado, frustração do outro. Mas logo depois de assimilarem as emoções, Cuiabá e Sampaio começaram um primeiro tempo morno, sem grandes oportunidades de gols, embora ambos imprimissem uma certa velocidade na criação. Jogando em casa e bem mais leve, o Cuiabá se soltou com mais facilidade, buscando sempre o centroavante Elton como referência. Ele teve duas chances, aos 34′ e 37′, mas foi travado por Joazi e depois parou na ótima defesa de Tadeu, em chute rasteiro no canto esquerdo.

Sampaio letal

O Sampaio resistiu como pôde e enfim se soltou no final, quando passou a encaixar as jogadas ensaiadas e contando com os espaços na defesa adversária. Aos 41′, em cobrança de falta que todos esperavam o cruzamento, Jackson recebeu o passe rasteiro no bico da grande área, limpou a marcação no giro e bateu forte no ângulo de João Carlos, abrindo o placar. Três minutos depois, a sorte ajudou. André Luiz cruzou na segunda trave e Joao Carlos saiu mal da meta. A bola ainda ‘chorou’ para entrar quase sem força no desvio de Léo Costa.

Pênalti com 38 segundos

Bastaram apenas 38 segundos de bola rolando no segundo tempo para mostrar o que seria de pressão do Cuiabá para ao menos evitar a derrota. Mota saiu mal do gol e derrubou Elton pouco depois da meia lua. Pênalti bem marcado, que goleiro do Sampaio se redimiu e defendeu bem no canto esquerdo, em chute a meia altura de Elton.

O Cuiabá seguiu cercando, mas foi a Bolívia que teve a melhor chance na sequência, com Jackson escorando um cruzamento rasteiro que João Carlos salvou à queima-roupa, aos 16′. Porém não passou disso. Já o Cuiabá, sem a aproximação da área, voltou a arriscar de fora e Felipe Ferreira acertou um belo chute na virada sobre a marcação, para diminuir o placar aos 32′. Mota ainda teve que salvar duas bolas bolas de frente com os atacantes, mas quem garantiu a vitória tricolor foi Dione já nos acréscimos, deslocando João Carlos com categoria.

Estatísticas

Posse de bola: Cuiabá 57% x 43% Sampaio Corrêa
Finalizações: Cuiabá 14 x 9 Sampaio Corrêa
Finalizações no gol: Cuiabá 4 x 4 Sampaio Corrêa
Passes certos: Cuiabá 458 (85%) x 309 (80%) Sampaio Corrêa
Faltas: Cuiabá 17 x 15 Sampaio Corrêa
Desarmes: Cuiabá 13 x 14 Sampaio Corrêa
Defesas do goleiro: Cuiabá 1 x 3 Sampaio Corrêa

Fonte: Sofascore

Trending