conecte-se conosco

BABahiaSérie ASportÚltimas

Dado vê revés justo do Bahia para o Sport e admite segundo tempo ruim

‘Não lembro de um tão ruim assim em toda a minha vida’, disse o treinador; veja principais trechos da coletiva

Foto: Divulgação/ EC Bahia
Avatar

Publicados

em

Após a derrota por 2 a 0 para o Sport, na Ilha do Retiro, pela 32ª rodada da Série A, o técnico Dado Cavalcanti avaliou a partida como de tempos distintos para o Bahia. Na visão do treinador, o Esquadrão fez uma boa etapa inicial, mas foi ‘horroroso’ na etapa complementar, sendo justo o resultado final.

VEJA MAIS: Confira aqui outras notícias do Bahia
LEIA: Sport domina segundo tempo, vence na Ilha e coloca Bahia no Z4 da Série A

“O segundo tempo foi, eu acho, desastroso. Não lembro de um segundo tempo tão ruim assim em toda a minha vida. Se eu estou com esse sentimento de inconformismo e aqui no vestiário já houve isso, imagino muito bem como estão se sentindo todos os torcedores que assistiram o segundo tempo que fizemos. É algo que deve ser buscado as explicações para isso”, iniciou o comandante.

VÍDEO: assista aos gols da vitória do Sport sobre o Bahia, na Ilha

“Voltamos muito desatentos, sofremos pressão, não tivemos a eficiência de passar por ela (pressão) e não conseguimos sair jogando, que é uma das nossas armas em relação a adversários que nos enfrentam com marcação alta. As bolas longas entraram no primeiro tempo, mas no segundo não fomos efetivos nessa condição. Saliento ainda mais o estado anímico da nossa equipe no segundo tempo, não fizemos um quarto do que fizemos no primeiro e isso foi fundamental para o jogo”, acrescentou. 

Com o resultado, o Tricolor entrou na zona de rebaixamento, aparecendo em 17º lugar, com 32 pontos, três abaixo da degola. Nesta quinta-feira, o Esquadrão volta a campo diante do Corinthians, na Fonte Nova, em jogo atrasado da 30ª rodada. Por fim, Dado avaliou os reflexos do revés no Recife. 

“Derrota foi ruim pelo confronto direto, talvez pior ainda pelo rendimento do segundo tempo. O primeiro tempo foi bom, tivemos boa construção, chegamos ao gol adversário, não sofremos. O segundo foi absurdo de ruim, fizemos um segundo tempo horroroso. E isso traz peso, mas traz também cobranças internas para que a gente busque as forças e possamos dar a volta por cima nas próximas partidas”, concluiu.

Trending