conecte-se conosco

ALCopa do NordesteCSAMAÚltimas

CSA vence o Moto no Rei Pelé e garante vaga no Nordestão de 2021

Azulão agora mira forças para última rodada da Série B; time maranhense se concentra no Estadual

Foto: Augusto Oliveira/ CSA
Avatar

Publicados

em

Sem sustos, mesmo ao ficar com um a menos no segundo tempo, o CSA venceu o Moto Club por 2 a 0, na noite desta terça-feira, no estádio Rei Pelé, pelas eliminatória da Copa do Nordeste e garantiu a classificação no Regional de 2021 – a ida havia sido 0 a 0. Os gols do Azulão foram marcados por Marquinhos, no começo do primeiro tempo, e Luciano Castán, na etapa complementar.

Com a vitória, o Azulão assegurou R$ 100 mil com a classificação, além do que receberá por estar na fase de grupos do Regional – os valores para esta edição ainda não foram confirmados. Agora, o CSA se concentra na Série B, onde entra em campo nesta sexta, lutando pelo G4, enquanto o Moto Club mira forças para Estadual.

Azulão vai com tudo

Diferentemente do que se pensava, o técnico Mozart não mandou um time totalmente alternativo, mas misto. Isso porque peças como Luciano Castán, Andrigo, Rafael Bilu e Paulo Sérgio foram titulares. E com esse poderio ofensivo, em casa, o CSA começou em cima, para abrir o placar. E conseguiu.

Após escanteio cobrado por Andrigo, a bola bateu no braço de Ignácio, que estava colado, no segundo pau e sobrou limpa para Marquinhos, livre, na pequena área, estufar as redes de Joanderson. Os jogadores maranhenses reclamaram muito do gol, tanto na hora quanto intervalo, reivindicando o toque no braço – que serviu de apoio para a jogada.

CSA segue em cima

Apesar do gol cedo e da vantagem, o Azulão seguiu em cima, fazendo valer a superioridade técnica. E assustou duas vezes com Paulo Sérgio: aos 12, em chute de fora da área que acertou a trave, e aos 33, em cabeceio que passou perto. Além disso, a equipe alagoana chegou de forma perigosa com Marquinhos, aos 20, em bom cabeceio, defendido com os pés por Joanderson.

Moto com dificuldade para jogar

Sem espaço, a única oportunidade efetiva do time maranhense ocorreu aos 23 minutos. Lenilson cruzou falta lateral, Felipe acertou a trave e a bola ficou viva na área, mas ninguém colocou para dentro.

Segundo tempo fica mais equilibrado com expulsão

Logo no início da etapa complementar, o Ignácio sofreu o segundo amarelo e foi expulso. Com o Azulão em inferioridade numérica, o jogo ficou mais equilibrado. O Moto Club conseguiu ter mais posse de bola, porém, esbarrou nas limitações e não conseguiu furar a defesa alagoana, tentando criar a partir de cruzamentos na área, mas sem sucesso.

CSA amplia

O Azulão, por sua vez, buscou administrar o jogo, sem forçar tanto. Ainda assim, chegou ao gol. Aos 28 minutos, Gabriel cruzou falta na área, Pedro Júnior tentou finalizar, mas a bola sobrou para Luciano Castán, sozinho, ampliar e dar números finais ao jogo.

Ficha

CSA

Thiago Rodrigues; Lucas Duas, Ignácio, Luciano Castán, Igor Fernandes; Rodrigo Andrade, Marquinhos, Andrigo (Victor Paraíba); Rodrigo Pimpão (Wallace), Paulo Sérgio (Pedro Júnior) e Rafael Bilu (Gabriel). Técnico: Mozart.

Moto Club

Joanderson; Diego Renan (Camarão), Alisson, Wanderson, Leal; Rendell, Victor Manoel (Abu), Cletinho; Lenílson (Wallyson), Felipe (Gleydisson) e Andrezinho. Técnico: Marcinho Guerreiro.

Cartões amarelos: Paulo Sérgio e Pimpão (CSA)
Cartões vermelhos: Ignácio (CSA)
Gols: Marquinhos e Luciano Castán (CSA)

Trending