conecte-se conosco

NáuticoPESérie BÚltimas

Dadá deixa o Náutico e empresário dispara: ‘Foi muito mal utilizado’

Foto: Caio Falcão/CNC

Publicados

em

E a lista de saídas vai aumentando. Depois de Renan Foguinho e Dudu, é a vez de Dadá se despedir do Náutico. O meia-atacante, cujo contrato com o Timbu termina neste domingo, não terá o vínculo renovado para a temporada 2021.

Informação que foi confirmada pelo próprio empresário do jogador, Deividison Andrews, à reportagem do NE45. O agente, inclusive, revelou uma certa mágoa com o Alvirrubro, ao afirmar categoricamente que Dadá foi ‘mal utilizado’ nos Aflitos.

Para endossar sua justificativa, o agente relembrou o duelo entre Náutico e Chapecoense, na Arena Condá, quando o Timbu arrancou o empate em 0 a 0 e, na visão de Deividison, Dadá, apesar de ter sido o melhor jogador em campo, não ganhou a titularidade no duelo seguinte. Na ocasião, diante do Sampaio Corrêa, nos Aflitos, pela 30ª rodada da Série B.

“Ele não fica no Náutico. Tem contrato com o Água Santa até 2024, mas tem uma outra proposta de um clube que vai disputar o Paulistão este ano. Infelizmente, Dadá foi mal utilizado no Náutico. Quando ele fez uma partida boa, logo em seguida o treinador colocava o Dadá no banco”, afirmou Deividison.

“Não deram a confiança necessária e sequência que ele precisava. Ele foi o melhor jogador em campo contra a Chapecoense, que era líder da Série B, e logo na partida seguinte foi para o banco… Dadá foi muito mal utilizado no Náutico”, complementou.

Dadá chegou no Náutico como reforço para a Série B, em agosto do ano passado, após o fim do Campeonato Paulista. Sob muitas oscilações na temporada – nunca sendo unanimidade tanto com Gilson Kleina, que assumiu o time durante o Brasileiro, como com Hélio dos Anjos, já na reta final do campeonato – o meia atacante de 23 anos disputou 31 jogos e marcou dois gols.

Trending