conecte-se conosco

PESanta CruzÚltimas

Convite de Itamar e 50% a mais: Chiquinho recusa propostas e segue no Santa Cruz

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

De todos os atletas do elenco do Santa Cruz de 2020, o meia Chiquinho, pode-se dizer, está entre os mais valorizados. Tanto que ao final da temporada do clube, não faltaram propostas para que o atleta deixasse o Arruda. No entanto, por vontade própria, o meia escolheu seguir no clube coral. Para isso, rejeitou propostas financeiramente mais vantajosas, uma delas até 50% maior do que o que foi oferecido pelo Tricolor.

A informação da renovação, divulgada pelo repórter João Victor Amorim e confirmada pela reportagem do NE45, foi garantida pelo empresário de Chiquinho, Anderson Nassrala. Segundo o agente, ainda falta a assinadutra do atleta para ser formalizado o acordo, porém a permanência no Santa Cruz é garantida.

“Ainda não está assinado (o contrato), mas está bem adiantado. Já foram acertados os números e o tempo de contrato, que será até o final de 2021, com preferência de renovação”, revelou ao NE45. “Estávamos ajustando uma cláusula ou outra, algumas correções normais a todos os contratos, mas o principal, que é o tempo de contrato e os valores, o que complica muitas vezes, já estão ajustados”, seguiu.

Anderson ressaltou ainda dois pontos que foram importantes para a seuqência de Chiquinho: a vontade do atleta e o trabalho do presidente executivo Constantino Júnior, em parceria com o gerente de futebol, Nei Pandolfo. ” O Chiquinho disse que quer continuar no Santa Cruz. Ele pediu porque quer ganhar títulos e jogar com o Arruda lotado. Ele sentiu o que é a torcida do Santa e quer conquistar o acesso, se tudo der certo este ano. Ele está muito feliz, foi muito bem recebido, todos no clube gostam dele e a diretoria do Santa fez um esforço grande. O Tininho foi danado, junto com o Nei. Eu pensei que não ia dar, mas ajustarm aqui e ali e chegaram dentro do que o Chiquinho entendeu do que seria bom, sem exigir muito do Santa Cruz.”

Convite de Itamar Schülle

Foram ao todo cinco propostas realizadas para contar com Chiquinho. Além do Vila Nova e do Remo, outros dois clubes do Nordeste também tentaram tirar o meia do Santa Cruz, segundo o agente. Anderson revelou ainda que um desses nordestinos chegou a oferecer até 50% a mais do que o Santa Cruz acertaria com o jogador. Além disso, o Paysandu também entrou no circuito, com o técnico Itamar Schülle, que treinou Chiquinho no Santa, agindo diretamente para contar com o jogador como sua prioridade.

“Teve várias propostas, e tem que valorizar o que ele fez para ficar. Chiquinho recebeu uma proposta que o valor era muito maior do que ele acertou pelo Santa, mas o sentimento dele era de ficar. O Vila, o Remo, depois o Paysandu, porque o Itamar pediu e quando acertou essa semana com o Paysandu, a primeira pessoa que ele ligou foi para mim e para o Chiquinho”, afirmou, antes de seguir.

“E teve ainda um determinado clube do Nordeste que fez a seguinte colocação: ‘pega a proposta do Santa Cruz que a gente aumenta 50% acima do que eles propuseram.’ E mesmo assim o Chiquinho escolheu ficar, junto com o trabalho forte do Tininho com o Nei Pandolfo, porque não é fácil concorrer com três, quatro clubes da Série B”, finalizou Anderson.

Trending