conecte-se conosco

EstaduaisPIÚltimas

Com eleição do clube na Justiça, elenco do River treina sem contrato

Foto: Djalma Lemos/River AC

Publicados

em

Faltando pouco mais de duas semanas para o início do Campeonato Piauiense, o elenco do River vive uma situação inusitada. Por conta da briga jurídica envolvendo a eleição para presidente, com as duas chapas concorrentes se declarando campeãs do pleito que cada uma organizou, o clube está impedido de dar baixas nos contratos dos atletas. Com isso, nenhum jogador foi regularizado até agora na CBF.

Por conta do impasse administrativo, o Galo já começou a sofrer perdas no elenco. Inicialmente acertado com o clube, o volante Jorginho decidiu trocar o River pelo rival Altos.

No entanto, mesmo impedidos de assinar contratos trabalhistas pela falta de uma diretoria eleita, os jogadores do River continuam realizando a pré-temporada no centro de treinamento Afrânio Nunes, em Teresina, sob o comando do técnico Emanoel Sacramento.

A equipe, inclusive, venceu o primeiro jogo-treino por 3 a 1 e já agendou um novo confronto para o próximo sábado. A estreia oficial do Galo na temporada 2021 será diante do Tiradentes, no dia 21 de fevereiro, pela 1ª rodada do Campeonato Piauiense. Além do Estadual, o River também irá disputar a Série D do Campeonato Brasileiro em 2021.

Entenda a confusão

Nesta quarta-feira (10), o juiz Teófilo Rodrigues Ferreira, da 3ª Vara Cível de Teresina, negou o pedido de liminar movida pelo candidato Robert Ibiapina, ex-diretor de futebol do clube, que solicitou reconhecimento da eleição presidencial realizada pelo grupo político do qual ele faz parte. 

Na mesma decisão, o juiz também negou o pedido de urgência de reconhecimento em cartório da chapa liderada por Genivaldo Campelo, ex-presidente e líder do grupo da situação que realizou uma eleição paralela. O juiz Teófilo Rodrigues marcou para o próximo dia 19 uma audiência de conciliação.

Por conta da briga judicial e falta de reconhecimento legal de uma diretoria eleita, o River segue impossibilitado de assinar qualquer contrato com jogadores e prestadores de serviço.

Trending