conecte-se conosco

Copa do NordesteEstaduaisNáuticoPESanta CruzSportÚltimas

Ainda sem divulgar tabela do Pernambucano, presidente da FPF culpa o Nordestão

Foto: Divulgação/FPF
Avatar

Publicados

em

De todos os campeonatos estaduais do Nordeste, o Campeonato Pernambucano foi o único que não teve a sua tabela publicada. Algo que, de acordo com o presidente da Federação Pernambucana de Futebol, Evandro Carvalho, deve ocorrer nesta sexta-feira. Em entrevista ao NE45, o dirigente explicou que a demora na publicação se deve a ajustes feitos com relação à tabela da Copa do Nordeste, apresentada na última quarta-feira. 

Pernambuco é o único estado com três representantes no Regional: Salgueiro, Sport e Santa Cruz. O Tricolor será o primeiro a estrear no Nordestão, no próximo dia 27 (sábado), contra o Vitória, no Barradão. No domingo (28), entram em campo o Salgueiro, atual campeão estadual, que recebe o Bahia, no Cornélio de Barros, e o Sport, que enfrenta, na Ilha do Retiro, o Sampaio Corrêa.

“Hoje não conseguimos fechar (a tabela) e amanhã pela manhã vamos retomar. O problema é que a CBF lançou a tabela da Copa do Nordeste para atender os outros oito estados e agora é preciso atender Pernambuco. Somos o único estado com contrato de televisionamento com a Rede Globo e Sport, Náutico e Santa Cruz também assinaram esse contrato que prevê um número mínimo de jogos e partidas nos finais de semana. Isso é contrato sob pena de multas e temos que cumprir”, afirmou Evandro.

Sendo assim, segundo o presidente, é esperado que a CBF faça o remanejamento dos jogos dos três representantes de Pernambuco na Copa do Nordeste para que a Federação consiga, enfim, publicar a tabela do Estadual.

“Nós esperamos que amanhã, até o fim do dia, a CBF consiga fazer o remanejamento para atender o nosso contrato. É preciso mudar a tabela da Copa do Nordeste para encaixar as nossas prioridades que são contratuais”, reforçou o mandatário pernambucano, que voltou a reclamar do aperto no calendário com as duas competições no primeiro semestre.

“É dificílimo conseguir conciliar as duas tabelas. A Liga (do Nordeste) insistiu em utilizar 12 datas e não tem data, o problema é esse. E os clubes não podem deixar de jogar o estadual porque senão não jogam as competições nacionais. Estamos trabalhando para publicar um modelo de tabela, que não é o ideal, mas que possa resolver. Não é fácil. Até 2022 (prazo em que a CBF é obrigada por medida judicial a organizar a Copa do Nordeste) vai ser esse rolo. Em 2023 tem que acabar. Ou a Copa do Nordeste ou o estadual”, finalizou Evandro.

Trending