conecte-se conosco

Copa do NordesteEstaduaisMAÚltimas

Rafael Guanaes inicia trabalho no Sampaio e apresenta planejamento

Publicados

em

O novo técnico do Sampaio Corrêa, Rafael Guanaes, foi apresentado oficialmente na última quarta-feira (10) e já iniciou o trabalho no CT José Carlos Macieira. Em suas primeiras palavras no comando da equipe, o treinador detalhou o planejamento para 2021 em que a equipe disputará Campeonato Maranhense, Copa do Nordeste, Copa do Brasil e Série B.

Da última temporada, permaneceram o goleiro Mota, o zagueiro Joécio, o lateral-direito Roni e o volante Ferreira. Oficialmente, o clube ainda não confirmou reforços. Mas o treinador já tem na cabeça a quantidade de jogadores que pretende trabalhar.

“Podemos variar esse número entre 25, 27 ou 28 jogadores. Vai depender das condições, das negociações também e aquilo que a gente conseguir identificar de versatilidade no elenco. Sobre a média de idade, é relativo. Mas que mescle a juventude com a experiência. Vai variar entre 26 e 28 anos, mas sem preconceito nenhum com os mais experientes. Até porque tem muito jogador com idade avançada que ainda tem muita lenha pra queimar. Temos atletas aqui que são extremamente profissionais, e ao mesmo tempo jovens que vem com muita fome e vontade de mostrar o seu valor. O Sampaio vai estar atento a tudo isso”, explicou o treinador.

Rafael Guanaes, no entanto, preferiu não definir o seu estilo de jogo se é de mais posse de bola ou reativo. De acordo com o técnico, a equipe terá saber atuar nas mais diversas condições a depender da competição e do adversário

“Posse e reação são todas classificações. O importante é a equipe saber se defender em bloco alto, médio e baixo. Quando tiver a bola, saber o que fazer para chegar a gol. Quando estivermos defendendo, tirar proveito de uma agressividade defensiva que possa nos levar ao gol. Importante é ser uma equipe equilibrada e que saiba fazer aquilo que o jogo pedir”, destacou.

Já sobre a sua maneira de trabalhar à beira do campo, o treinador não esconde que tem uma linha mais dura e é bem participativo não apenas nos jogos, como também nos treinos. Porém, sempre com foco na gestão do grupo.  

“Sou bem ativo, principalmente no dia a dia. Muito participativo na construção da equipe, na necessidade individual dos jogadores. Ao mesmo tempo também sempre procurando ler e entender o jogo e contribuir com os jogadores. Às vezes, até de uma forma mais forte ou em uma conversa individual, procurando sempre identificar o perfil da equipe e aquilo que for necessário para cada situação”, pontuou.

Foto: Divulgação/Sampaio Corrêa

Trending