conecte-se conosco

BABahiaEstaduaisÚltimas

Juazeirense vira sobre o Bahia na Fonte Nova e estreia com vitória no Estadual

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia
Avatar

Publicados

em

Estreando com o pé direito. Aplicada, a Juazeirense foi certeira no ataque e venceu de virada o Bahia na Fonte Nova, por 2 a 1, na noite deste sábado, pela estreia do Estadual. O time de transição do Esquadrão abriu o placar com Camilo, aos 31 do primeiro tempo, mas o Cancão de Fogo igualou o marcador na mesma etapa, aos 41, com Sapé, e virou no início do segundo tempo, com Kesley. O Tricolor de Aço ainda perdeu um pênalti com Caio Mello.

Como fica?

Com o triunfo da Juazeirense, o time comandado pelo técnico Givanildo Sales assume a ponta – ainda que provisoriamente da tabela. O Bahia, por outro lado, vive o oposto: está na lanterna. Na próxima quarta-feira, o Tricolor entra em campo diante do Doce Mel, no estádio Joia da Princesa, às 21h30, enquanto o Cancão enfrenta o Fluminense de Feira, no Adauto Moraes, às 20h.

Equilíbrio foi a tônica

O equilíbrio marcou os primeiros 45 minutos na Fonte Nova. Dono de seu campo, o Bahia iniciou o jogo exercendo forte marcação, pressionando a posse da Juazeirense, mas sem oferecer tanto perigo. Porém, após início de maior calor do Esquadrão, o duelo se desenhou de maneira equivalente para as duas equipes, com três chances de cada lado e uma igualdade no marcador – construída sob o mesmo recurso: finalização de fora da área.

Bruno Camilo, aos 31, acertou um belo chute e abriu o placar para o Bahia na Fonte Nova, mas 10 minutos depois, Sapé, também de longe, empatou. A Juazeirense, inclusive, teve a chance de virar a partida com Kesley, após bobeada na defesa do Bahia, mas a bola bateu na rede pelo lado de fora. O ‘quase’, no entanto, era o prenúncio.

Rodrigo Calaça fundamental

Porque de novo com participação decisiva de Sapé, a Juazeirense virou em menos de um minuto no segundo tempo. O volante, em nova finalização de fora da área, obrigou Leandro fazer uma grande defesa, e Kesley, no rebote, marcou. E, se não fosse Gustavo Henrique, o Bahia teria levado outro minutos depois. Clebson cobrou falta, Lenadro foi na bola, mas espalmou errado e o zagueiro salvou em cima da linha.

Insistindo pelo empate, mas com grande dificuldade de entrar na defesa adversária, o Bahia teve uma única grande chance no segundo tempo, mas parou em Rodrigo Calaça, fundamental para segurar a vitória do Cancão na Fonte Nova. Aos 25, Marcelo recebeu passe na grande área, driblou Dedé, mas sofreu a falta. Caio Mello foi para a cobrança de pênalti e o goleiro defendeu. No rebote, Dodô tentou marcar mas Calaça, novamente, fez grande defesa.

Ficha do jogo

Bahia 1

Leandro, Renan Guedes, Gustavo Henrique, Everson e Mayk; Raniele, Caio Mello e Bruno Camilo (Jeremias); Daniel Penha (Chrystian), Gustavo Custódio (Marcelo Ryan) e Ronaldo Cesar (Dodô). Técnico: Cláudio Prates.

Juazeirense 2

Rodrigo Calaça, Carlinhos, Wendell, Dedé e Daniel Nazaré; Sapé (Patrik), Waguinho e Clébson; Kesley (Nino Guerreiro), Elcarlos (Maycon), Danillo Bala (Jô). Técnico: Givanildo Sales.

Trending