conecte-se conosco
CSA 1x1 Treze pela Copa do Nordeste CSA 1x1 Treze pela Copa do Nordeste

ALCopa do NordesteCSAPBÚltimas

CSA vacila no fim e cede empate ao Treze na estreia da Copa do Nordeste

Publicados

em

Dentro dos seus domínios, o CSA saiu na frente, mas vacilou no fim e acabou cedendo o empate ao Treze. O 1 a 1 fez valer pelas oportunidades criadas pelas duas equipes nesta estreia na Copa do Nordeste. Porém, fica o sabor amargo para o Azulão por ter dominado quase que o duelo todo. Só que recuou demais e deu brecha para o Galo que, na chance clara que teve, guardou.

O CSA volta a entrar em campo na quarta-feira (3), às 20h, contra o CEO pelo Campeonato Alagoano. Enquanto isso, o Alvinegro joga somente no próximo sábado (6), contra o Altos, pela Copa do Nordeste.

Confira a classificação da Copa do Nordeste

Primeiro tempo morno

O CSA, desde o início, fez valer a sua superioridade diante do Treze. Sempre buscando a posse de bola, o Azulão tocava a bola de um lado para o outro, mas encontrava dificuldades para furar o bloco defensivo paraibano. Muitas vezes os donos da casa tentaram encontrar solução através de lançamentos diretos para o ataque. Dessa maneira, a defesa do Galo cortava várias.

Sem inspiração, o duelo não teve nenhuma grande chance nos primeiros 45 minutos. A melhor oportunidade foi desperdiçada por Rodrigo Pimpão, aos 39, quando recebeu com espaço na entrada da área, mas mandou para longe. Limitando-se a conter as investidas do CSA, o Treze fez bem o seu papel, por esse lado, mas foi nulo ofensivamente.

Com organização, o gol saiu

Com apenas três minutos da etapa final, quando conseguiu colocar a bola no chão e tocar com qualidade, o CSA balançou as redes. Após troca de passes, Norberto recebeu em profundidade pelo lado direito e fez cruzamento rasante para a risca da pequena área. Livre, Delatorre chegou completando para a meta.

O Azulão manteve o domínio da partida sem sustos. Aos 10 minutos, Geovane recebeu com espaço na entrada da área, soltou uma bomba e a bola passou perto, assustando o goleiro Jefferson. Com o passar do tempo, o Alviceleste diminui o ritmo e baixou as linhas, dando a bola ao Alvinegro para que começasse a dar espaço na sua defesa e gerar um contragolpe para matar a partida.

Vacilou e os visitantes aproveitaram

Em uma bobeira do zagueiro Rodolfo Filemon, quase que o Galo da Borborema completava para a meta aos 34 minutos. A bola foi esticada em direção à área alagoana, o defensor deixou ela passar e o goleiro Thiago Rodrigues precisou sair para cortar. Por muito pouco o lateral-direito Paulinho não recuperou a posse para tentar empatar o duelo.

Deixando de manter a agressividade no ataque, o CSA baixou a guarda e tomou o empate. Aos 42 minutos, Ancelmo cobrou escanteio, a zaga cortou e voltou para ele. No cruzamento, a bola foi chutada na trave, a zaga alagoana parou e João Leonardo mandou para o gol. O centroavante entrou no segundo tempo e, na única bola que teve chance de finalizar, guardou. Empate com sabor de derrota para o Azulão, ainda mais por ter controlado a maior parte do jogo e ceder o empate no fim.

Ficha do jogo

CSA

Thiago Rodrigues; Norberto, Rodolfo Filemon, Lucão e Fabrício; Geovane (Bruno Mota), Silas e Nadson (Marquinhos); Gabriel, Rodrigo Pimpão (Wallace) e Delatorre. Técnico: Mozart.

Treze

Jefferson; Paulinho, Adriano Alves, Rômulo e Bruce (Emerson); Darlan, Régis (Romeu), Biringueta (Rogerinho) e Kleiton Domingues; Jairinho (Ancelmo) e Sonny Anderson (João Leonardo). Técnico: Marcelinho Paraíba.

Local: Estádio Rei Pelé, em Maceió-AL. Gols: Delatorre, aos 3′ do 2º T (CSA); João Leonardo, aos 42′ do 2ºT. Cartões amarelos: Gabriel (CSA); Paulinho, Jefferson e Romeu (TRZ).

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending