conecte-se conosco

MAMaranhenseÚltimas

NE45 tem acesso à suposta proposta de manipulação no Campeonato Maranhense. Veja

Foto: Reprodução / TV FMF

Publicados

em

A Federação Maranhense de Futebol (FMF) espera concluir até a próxima quarta-feira (10) o procedimento administrativo para investigar a denúncia de manipulação de resultado no Campeonato Maranhense deste ano. O jogo sob suspeita é Bacabal 2×1 São José, disputado no dia 27 de fevereiro, válido pela 3ª rodada.

A investigação partiu após o vazamento de áudios e prints vazados de uma conversa entre o atacante Keven, do São José, com uma pessoa identificada apenas como Jorge e que teria oferecido R$ 2 mil para o jogador cometer um pênalti na partida. 

O Bacabal venceu por 2 a 1 (única vitória do clube na competição) e realmente teve um pênalti marcado ao seu favor (cometido no segundo tempo pelo volante André, quando o placar já estava em 2 a 1). O atacante Leandro, no entanto, desperdiçou a cobrança, com o goleiro Laert fazendo a defesa. Já o gol do São José foi marcado justamente pelo atacante Keven. O time é o lanterna do estadual, com três derrotas em três jogos disputados. 

O NE45 teve acesso a alguns prints e aúdios vazados, que estão sendo utilizados pela investigação aberta pela Federação Maranhense. Segue a transcrição abaixo:

Jorge – Preciso falar contigo urgente!!!
Keven – Oq era?
Jorge – Me atende ai!!!
Keven – Internet tá boa n
Jorge – Vcs viajam para São Mateus amanhã que horas para jogar com o Bacabal?
Keven – Manhã cedo
Jorge – Sabe a hora?
Keven – N. Esperando programação
Jorge – Tenho um negócio bom pra te…pode se encontrar comigo ainda hoje ai no Maibão? Antes da tua viagem, negócio bom!!!Se tu puder eu vou ai agora.

Jorge
– Podemos se encontrar ainda hoje?
Keven – Dá pra mim n Jorge. Fik (ficar) em ksa (casa). Amanhã viajo cedo. Valeu
Jorge – Tem 2 mil reais em jogo
Keven – Sim meu patrão, me falado q se trata esse dinheiro
Jorge – Por isso que te falei…tenho que te mostrar aqui, a grana é na hora. Pensei em te…por isso falei que queria ia aí e não ia demorar mais de 10 minutos.

Em um dos áudios vazados, Jorge insiste para falar pessoalmente com o jogador do São José: “Keven, na verdade é um negócio bom que eu quero conversar contigo. E eu queria conversar hoje ainda. Se tu puder me receber no Maiobão (conjunto habitacional da cidade de Paço do Lumiar, região metropolitana de São Luís) só faz me dizer que tu pode que eu vou agora me encontrar contigo aí. Tu só faz me dizer onde, se no Viva, no Maiobão ou no posto de gasolina da Avenida Sete. Onde tu marcar. Só tu me dizer. Não é preciso tu se assustar porque não é coisa de outro mundo não. É um negócio bom, que me contaram aqui. Mas para conversar tem que ser ao vivo. Só me responde o seguinte: ”Vem Jorge’, que eu vou te esperar em tal lugar, ai tu me diz onde é que tô indo agora. Só faz me dizer isso. Só sei que é bom pra ti, como é bom pra mim também”.

Na sequência, em outro áudio, Keven reforça que não pretende ir para o encontro: “Rapaz Jorge, não sei do que se trata, eu tô em casa e amanhã vou viajar cedo. Não sei o que eu vou fazer pra ir. Não sei o que tu quer conversar comigo. Então, meu irmão, desenrola logo o que tu quer falar comigo, que eu te ligava ai na hora que eu tava precisando ai para porra e tu nem me atendia ”

O NE45 tentou entrar em contato com o presidente da Federação Maranhense de Futebol, Antônio Américo por telefone e mensagem, mas o mesmo não atendeu à reportagem até a publicação desta matéria. Em entrevista à TV Mirante, afiliada da Rede Globo no Maranhão, o dirigente prometeu ser rigoroso na investigação. E caso comprovado, punição aos envolvidos. Porém, o mandatário não informou se outros jogos também são alvo da investigação aberta pela FMF. E se há possibilidade de punição também aos clubes.  

“Realmente é muito triste essa situação. A Federação recebeu algumas denúncias de possíveis manipulações de atletas para facilitar jogo do Campeonato Maranhense Série A de 2021. Uma situação atípica e que nunca tinha acontecido. Pelo menos que tenha chegado ao nosso conhecimento. Recebemos algumas provas circunstanciais, nada que se possa ter uma conclusão ainda. São áudios e prints de conversas nesse sentido, de forma que, preocupados com essa situação, abrimos um procedimento administrativo. E no meu entendimento, essas pessoas, se houver comprovação, devem ser banidas do futebol porque é inadmissível que situações como essa ainda aconteçam no futebol”.

As diretorias do Bacabal e do São José também afirmaram estar colaborando com as investigações. O atacante Keven segue trabalhando normalmente no São José.

Trending