conecte-se conosco

ALBACECopa do NordesteMAPBPEPIRNSEÚltimas

Copa do Nordeste deve ter árbitro de vídeo a partir das quartas

Foto: Fernando Torres / CBF

Publicados

em

Os constantes erros de arbitragem nos jogos da primeira fase da Copa do Nordeste estão preocupando também os dirigentes da Liga do Nordeste. Em entrevista ao NE45, o presidente em exercício da entidade, Alexi Portela, reconheceu que o nível está abaixo do esperado e adiantou que a tendência é que a competição passe a contar com o recurso do árbitro de vídeo, a partir das quartas de final. No ano passado, apenas os dois jogos finais entre Ceará e Bahia contaram com o VAR.

“Nos estamos estudando para ter o VAR já a partir das quartas de final. É bem provável que tenha. Esse ano, assim como foi em 2020, já está certo para os jogos da final. Mas queremos ter também nas quartas e nas semifinais”, adiantou o dirigente.

Segundo Portela, no entanto, o possível uso do árbitro de vídeo já a partir das quartas de final da Copa do Nordeste não está atrelado aos erros observados na primeira fase. Mesmo assim, o dirigente reconheceu que é preciso melhorar a atuação dos árbitros.

“Quando acabou a edição do ano passado, os clubes se reuniram e ficou mais ou menos acertado que teria (o VAR a partir das quartas), agora falta a gente bater o martelo agora. A tendência forte é que tenha”, reforçou.

“Realmente estão ocorrendo erros, mas você pode observar que em todos os jogos, se fizer uma avaliação, vai notar que quem errou foram os árbitros de maior nome, enquanto os de menores nomes não erraram. São os árbitros experientes que estão errando. Ontem foi escalado um árbitro de ponta no clássico entre Santa Cruz e Sport (Wagner Reway), que apita Série A e tudo”, analisou.

A atuação do árbitro, filiado à Federação Paraibana, foi bastante contestada por tricolores e rubro-negros, após polêmicas envolvendo pênaltis, lances de impedimentos e expulsões.

“Claro que esses erros são ruins. Mas não só para a Copa do Nordeste, como para todas as competições. Claro que a gente fica preocupado e já conversamos com a CBF e com os próprios árbitros para não termos tantos erros assim. Com certeza o nível hoje está um pouco abaixo do que desejamos”, concluiu Portela.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending