conecte-se conosco

ConfiançaCopa do NordesteSEÚltimas

Daniel lamenta chances perdidas no Confiança, mas alerta: ‘Estamos vivos’

Treinador avaliou o empate contra o Botafogo-PB e o cenário do Dragão no Regional

Foto: Divulgação/ ADC
Avatar

Publicados

em

Depois do 0 a 0 contra o Botafogo-PB, na noite da última segunda-feira, o técnico Daniel Paulista lamentou as chances desperdiçadas pelo Confiança, que perdeu a oportunidade de encostar no G4 da Copa do Nordeste a uma rodada do fim da primeira fase. O treinador, porém, destacou o sistema defensivo, que pouco sofreu no estádio Almeidão.

“Um resultado que nós não queríamos, trabalhamos para vencer e melhorar nossa condição dentro da competição, mas infelizmente a gente não conseguiu ser mais efetivo, principalmente no setor ofensivo, perdemos muitas oportunidades, algumas muito boas. Isso foi determinante para que a gente não conseguisse vencer. O sistema defensivo se portou bem, neutralizamos o Botafogo-PB. Pouco sofremos”, iniciou.

“Rafael trabalhou muito pouco, somente em chutes de longa distância e bolas cruzadas na área que levaram algum perigo, mas em termos de jogadas construídas do Botafogo nossa equipe esteve bem na marcação. Precisamos melhorar no último terço para aproveitar as oportunidades que a gente vem criando”.

Com o empate, o Confiança segue em sexto do grupo A, com oito pontos, dois abaixo do Sampaio Corrêa, que abre o G4. Na última rodada, o Dragão enfrenta o Fortaleza, no Batistão, e precisa torcer por uma combinação de resultados para avançar às quartas de final.

Segundo o Chance de Gol, site especializado em estatística, a probabilidade da equipe sergipana se classificar é de 10,7%. Daniel Paulista analisou o contexto da competição para o Confiança.

“A gente vem criando boas oportunidades em todas as partidas, mas vem desperdiçando. Isso é muito claro, principalmente na Copa do Nordeste e se a gente está nessa situação é porque nós não conseguimos aproveitar as boas oportunidades que tivemos nesses sete jogos iniciais, principalmente nos jogos dentro de casa, contra CSA e Salgueiro, fomos melhores, mas não aproveitamos”, disse.

“Fora de casa a gente construiu cinco dos últimos nove pontos e estamos correndo atrás. Vamos para a última rodada ainda vivos, buscando a classificação. Torcer agora para que resultados paralelos nos favoreçam, mas temos que nos preocupar em fazer nossa parte”, concluiu o técnico.

Trending