conecte-se conosco

ALCopa do BrasilCSAÚltimas

CSA leva empate e é eliminado nos pênaltis pelo Remo na Copa do Brasil

Foto: Augusto Oliveira/CSA

Publicados

em

Em um jogo em que até certo ponto parecia administrável para o CSA, o Azulão, apesar de ter aberto o placar no Rei Pelé com Delatorre, sofreu o empate do Remo e, nos pênaltis, pelo placar de 6 a 5, teve a eliminação decretada na segunda fase Copa do Brasil. Indo no limite nas cobranças alternadas das penalidades, o lateral Vitor Costa mandou a bola para fora. Iury, Bruno Mota, Gabriel, Silvas e Silvinho converteram seus chutes.

Agora, sem uma boa quantia de R$ 1,7 milhão no bolso pela classificação à terceira fase, os alagoanos voltam a campo neste final de semana, e novamente em uma decisão. Desta vez, pelas quartas de final da Copa do Nordeste, contra o Fortaleza, na Arena Castelão.

Remo cria mais, para em Darley e vê Delatorre brilhar

Um primeiro tempo onde o Remo criou mais, teve as melhores chances depois de tentar por três vezes com Lucas Tocantins, aos quatro, Dioguinho, aos 17, e Felipe Gedóz, aos 29, parando em Darley, mas de precisão do CSA, que mais uma vez contou com o brilho do artilheiro Delatorre. Depois de levar sucessivas pressões do Leão, aos 35 minutos, em bela jogada na direita, Rodrigo Pimpão cruzou na área, o atacante driblou Vinícius e pôs o Azulão à frente do placar.

CSA assusta com Marco Túlio, para de jogar e sofre o empate

O CSA até que tentou esboçar um ímpeto maior no segundo tempo – e, por muito pouco, não ampliou com Marco Túlio, aos 14. O atacante, de longa distância, soltou uma bomba, obrigando Vinícius se esticar todo e salvar o Remo do 2 a 0. A partir daí, nada fez mais. E a resposta do time paraense veio.

E por muito pouco a virada…

Aos 28, Uchoa arriscou de muito longe, a bola quicou na frente de Darley, enganou o goleiro e morreu no fundo das redes. Sem conseguir esboçar qualquer reação, por muito pouco, inclusive, o Leão não virou. Quatro minutos após o gol, foi a vez de Edson Cariús arriscar na entrada da área. A bola desviou em Matheus Felipe e passou rente à trave de Darley. E ainda viria mais uma ducha de água fria para o CSA: a expulsão de Geovane, que abriu os braços e acertou o rosto do jogador do Remo.

Eliminação nos pênaltis

Com o jogo já no final se desenhando para o empate, a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil foi decidida nos pênaltis. E, no limite, deu Remo. Na última cobrança da sequência de alternadas, Vitor Costa isolou, para a comemoração dos paraenses, que seguem na competição – e agora com mais R$ 1,7 milhão no bolso.

Ficha do jogo

CSA 1 (5)

Darley, Norberto, Matheus Felipe, Lucão e Victor Costa; Geovane, Gabriel e Aylon (Silas); Rodrigo Pimpão, Marco Túlio (Bruno Mota) e Dellatorre. Técnico: Mozart Santos.

Remo 1 (6)

Vinícius, Wellington Silva, Fredson (Mimica), Rafael Jansen e Marlon; Uchôa, Lucas Siqueira (Renan Oliveira) e Felipe Gedóz; Dioguinho (Wallace), Lucas Toncantis e Renan Gorne (Edson Cariús). Técnico: Bonamigo.

Trending