conecte-se conosco

BABahiaCopa Sul-AmericanaÚltimas

Bahia comete dois pênaltis, perde um e empata com o Independiente pela Sula

Avatar

Publicados

em

O jogo do Bahia contra o Independiente foi uma verdadeira montanha russa, nesta terça-feira (4), em Pituaçu, pela Sul-Americana. O Tricolor quase perdeu, chegou a ter a partida nas mãos para vencer, mas ficou no empate por 2×2. O Tricolor cometeu dois pênaltis e saiu atrás do placar com gols de Jonathan Herrera e Velasco. Porém, reagiu e buscou o empate com Thaciano e Luiz Otávio. Já no final, no terceiro pênalti do duelo, Gilberto perdeu e impediu o triunfo do Esquadrão.

O resultado deixou o Tricolor na segunda colocação do Grupo B com cinco pontos e a dois do Independiente, que é o líder com sete. Na próxima rodada, no dia 13 de maio, o Bahia enfrentará o Guabirá-BOL, fora de casa, às 19h15, em um jogo decisivo para as pretensões da equipe. Antes, pegará o Ceará, sábado (8), às 16h, no Castelão, pela final da Copa do Nordeste depois de perder por 1×0 na ida, em Pituaçu.

Clique aqui e confira a classificação da Sul-Americana

Argentinos na frente sob chuva

Sob forte chuva, o primeiro tempo até foi equilibrado com chances para os dois lados. O Bahia, logo aos 11 minutos, perdeu Nino Paraíba, machucado, e que foi substituído por Renan Guedes. Mas o time não se abateu e teve duas oportunidades. Em jogadas articuladas por Rodriguinho, Gilberto parou no goleiro Sosa nas duas vezes.

O Independiente assustou mais de longe. Porém, quando entrou na área, foi preciso e ainda contou com a imprudência de Luiz Otávio para sair na frente. Velasco invadiu a área, passou por Conti e sofreu a falta de Luiz Otávio. O árbitro marcou pênalti. Aos 42 minutos, Jonathan Herrera deslocou Matheus Teixeira, bateu no canto direito e abriu o placar.

Mais um pênalti bobo

O Bahia nem teve tempo para pressionar em busca do empate na volta do segundo tempo. Assim que a bola rolou novamente, outro pênalti bobo cometido. Brian Martínez disputou a bola saindo da área e foi derrubado por Renan Guedes. Velasco bateu e marcou o segundo da equipe argentina na partida.

Gramado atrapalha, mas Bahia empata

Apesar da desvantagem, a equipe do técnico Dado Cavalcanti teve forças para diminuir o placar. Rodriguinho, um dos destaques do jogo, arriscou de longe e acertou a trave. No rebote, Thaciano completou para o fundo das redes. Havia, portanto a chance de diminuir o prejuízo para pelo menos empatar a partida.

Por conta das fortes chuvas, o gramado ficou encharcado e dificultou a vida do Bahia. Foi preciso apostar nas bolas paradas para igualar o marcador e assim o objetivo foi alcançado. Alesson cobrou escanteio, Luiz Otávio subiu mais do que todo mundo e mandou de cabeça para empatar.

Pênalti a favor e perdido

Logo depois do empate, o Esquadrão teve a chance da virada. E que chance! Aos 37 minutos, Maycon Douglas foi derrubado na área por Sosa. Gilberto pegou a bola e foi para a cobrança. Mas o atacante bateu muito mal, fraco e o goleiro argentino defendeu com facilidade para manter o 2×2 no placar.

Ficha do jogo

Bahia 2
Matheus Teixeira; Nino (Renan Guedes), Conti, Luiz Otávio e Matheus Bahia; Patrick (Jonas), Thaciano (Maycon Douglas) e Daniel (Alesson); Oscar Ruiz (Thonny Anderson), Rodriguinho e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Independiente-ARG 2
Sosa; Barreto, Ostachuk e Ayrton Costa; Bustos; Juan Pacchini, Lucas Romero e Togni (Brian Martínez); Soñora, Velasco (Blanco) e Jonathan Herrera. Técnico: Julio Falcioni.

Local: Estádio de Pituaçu, em Salvador. Gols: Jonathan Herrera (Independiente-ARG), aos 43 do 1ºT; Velasco (Independiente-ARG), aos 5 do 2ºT; Thaciano (Bahia); aos 11 do 2ºT; Luiz Otávio (Bahia), aos 36 do 2ºT. Cartões amarelos: Daniel (Bahia); Ostachuk (Independiente-ARG).

Foto: Felipe Oliveira/EC Bahia

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending