conecte-se conosco
Chiquinho Chiquinho

EstaduaisPEPernambucanoSanta CruzÚltimas

Santa Cruz vence Afogados nos pênaltis e vai enfrentar o Náutico na semifinal do Estadual

Foto: Rafael Melo/Santa Cruz

Publicados

em

Foi na emoção. Dando o troco depois da eliminação de dois anos atrás, no Arruda, também nas quartas de final. Depois de um 0 a 0 morno, sem muitas oportunidades de gol, o Santa Cruz venceu o Afogados da Ingazeira nos pênaltis, por 5 a 4, e está classificado para a semifinal do Campeonato Pernambucano. E o adversário será à altura do peso confronto, o Náutico, no Clássico das Emoções, na Arena de Pernambuco, neste domingo, às 16h. Assim como nas quartas, a partida acontecerá em jogo único.

Na decisão da marca de cal, converteram as cobranças tricolores Chiquinho, Karl, França, Léo Gaúcho e Adriano Michael Jackson. Augusto César desperdiçou a batida, defendida por Léo. Na Coruja, marcaram Gabriel Gonçalves, Cal Rodrigues, Wendel Nery e Jordan. Arez finalizou na trave e Índio, nas alternadas, perdeu após defesa de Jordan.

Santa tem o domínio, mas é improdutivo e Afogados se fecha bem

Um primeiro tempo em que o Santa Cruz foi amplamente dominante em posse de bola, superior a 70% em relação ao Afogados, mas que apresentou extrema dificuldade em criar. Não à toa, somente pisou com mais frequência na área da Coruja, ganhando campo, a partir dos 25 minutos. Antes, no scout de finalizações, apenas uma para cada lado, sendo a primeira do time sertanejo, aos quatro, em boa chegada de Felipe, e em seguida aos 11, com Chiquinho chutando rasteiro e Léo defendendo.

No último terço da primeira etapa, o Tricolor seguiu com as mesmas deficiências, mas passou a apostar na construção pelos lados, o que desafogou o baixo poder criativo do time no meio de campo. Com isso, esteve até mais perto do gol, mas parou em boa defesa de Léo – e também na excelente compatação defensiva do Afogados -, após cabeçada de Pipico, que recebeu belo cruzamento de Madson. Depois, com Chiquinho avançando pela direita, nos acréscimos, a bola triscou a trave e foi para a linha de fundo.

Pela 10ª vez em 12 anos, o tricolor vai à semifinal estadual. E pela 5ª vez vai encarar o Náutico nesta fase. (Jordan fez 1 defesa nas quartas… bastou)

Santa Cruz volta com mais agressividade, mas não constrói resultado

Na saída de campo, o técnico Bolívar pediu ao Santa Cruz agressividade. Postura que foi bem incorporada pelo time, que já nos dois primeiros minutos, chegou em duas oportunidades, com Eduardo e Pipico. Cenário bem diferente do primeiro tempo. Com mais ímpeto e facilidade para entrar na defesa do Afogados, o Tricolor esteve muito próximo de abrir o placar no Arruda, mas novamente parou em grande atuação de Léo. O meia recebeu cruzamento pela direita e, de primeira, finalizou, mas o arqueiro sertanejo voou para espalmar para a linha de fundo.

E jogo vai aos pênaltis… Melhor para o Santa

Em contrapartida, mais acuado, a única vez que a Coruja chegou foi arriscando chute aos 18 minutos, com Jordan, que driblou Derley e finalizou. Sem nenhuma alteração, a classificação para as semifinais foi decidida nos pênaltis. Melhor para o Santa Cruz que, mais uma vez, contou com boa atuação de Jordan, defendendo o pênalti de Índio, nas alternadas, e consagrando o Tricolor para a semifinal diante do Náutico.

Ficha do jogo

Santa Cruz 0 (5)

Jordan, Digão (Karl), Wiliam Alves, Júnior Sergipano e Eduardo; Derley, Elicarlos (Augusto César) e Chiquinho; Bustamante (Adriano Michael Jackson), Madson (França) e Pipico (Léo Gaúcho). Técnico: Bolívar.

Afogados da Ingazeira 0 (4)

Léo, Héverton, Arlan, Thalison (Wendel Nery) e Dim (Luquinhas); Gabriel, Arêz e Jordan; Felipe (Índio), Vargas (Cal Rodrigues) e Bravo (Janelson). Técnico: Sérgio China.

Continue lendo
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Trending