conecte-se conosco

NáuticoPEPernambucanoSanta CruzÚltimas

Tabu de 11 anos estará em jogo na semifinal do PE entre Náutico e Santa Cruz

Tiago Caldas/CNC

Publicados

em

Três semanas após o primeiro clássico na temporada, Náutico e Santa Cruz voltam a se enfrentar pelo Campeonato Pernambucano. Dessa vez, em um jogo eliminatório de semifinal. E não bastasse toda a carga natural que um jogo desse porte traz, o encontro deste domingo, na Arena de Pernambuco, também tem um ingrediente de uma escrita que já dura mais de uma década. 

Isso porque, a última vez que os alvirrubros conseguiram eliminar os tricolores em uma partida de caráter eliminatório foi em 2010, também pela semifinal do Campeonato Pernambucano. Depois disso, em mata-matas, os dois rivais se enfrentaram outras cinco vezes, seja pelo estadual ou Copa do Brasil. E em todas, foram os corais que avançaram.

Após classificação do Náutico em 2010 (quando empatou por 0 a 0, no Arruda, e venceu por 1 a 0, nos Aflitos), os dois times voltaram a se enfrentar em uma semifinal do Campeonato Pernambucano em 2013. Em um jogo que poderia ser definido até mesmo no número de cartões amarelos, pelo regulamento da época, os tricolores caminharam para o tricampeonato ao vencer a ida no Arruda por 1 a 0 e perder a volta, nos Aflitos, por 2 a 1, graças ao critério de gols como visitante.

Três anos depois, nova semifinal, e novo avanço coral. Dessa vez, com sobras após duas vitórias por 3 a 1, no Arruda, e 2 a 1, na Arena de Pernambuco. Na final, título em cima do Sport.

No ano seguinte, novo encontro, mas dessa vez longe de ser digno do Clássico das Emoções, com o Santa vencendo a disputa do terceiro lugar do Pernambucano, com uma vitória por 2 a 1, no Arruda, e empate por 1 a 1, na Arena.

Na Copa do Brasil de 2019, deu Santa, nos pênaltis (Foto: Léo Lemos/Náutico)

Nos dois últimos anos, mais dois jogos eliminatórios, com classificação tricolor nos pênaltis. Em 2019, em partida única pela segunda fase da Copa do Brasil, após empate por 1 a 1 no tempo normal, o Santa levou a melhor na disputa de penalidades, com os alvirrubros Tharcysio e Luiz Henrique (esse presente no elenco atual) mandando suas cobranças  no travessão.

O jogo ficou conhecido como “clássico do milhão” por valer uma premiação de R$ 1,45 milhão). Porém, o valor foi dividido após acordo prévio entre as duas diretorias, com o Santa faturando 60% da cota (R$ 870 mil) e o Náutico 40% (R$ 580 mil)

Por fim, no ano passado, novamente pela semifinal do estadual, novo triunfo coral nos pênaltis, dessa vez na Arena de Pernambuco, após empate sem gols no tempo normal. O prata da casa Thiago, hoje no Flamengo, e o volante Djavan, titular no atual time do Náutico perderam suas cobranças.

Série C

Em todo esse período, o único sucesso do Náutico sobre o Santa em um jogo decisivo se deu na Série C de 2019. Já classificado, o Timbu utilizou um time misto contra os corais, que precisavam vencer para seguir na competição, pela última rodada da primeira fase. Mesmo assim, conseguiu uma vitória fácil por 3 a 1, nos Aflitos, eliminando o rival. No fim, os alvirrubros não só conseguiram o acesso à Série B como se sagraram campeões da Terceirona.

A série de triunfos do Santa

Semifinal do Campeonato Pernambucano de 2013
Santa Cruz 1x 0 Náutico (Arruda)
Náutico 2×1 Santa Cruz (Aflitos)

Semifinal do Campeonato Pernambucano de 2016
Santa Cruz 3×1 Náutico (Arruda)
Náutico 1×2 Santa Cruz (Arena de Pernambuco)

3º lugar do Campeonato Pernambucano de 2017
Santa Cruz 2×1 Náutico (Arruda)
Náutico 1×1 Santa Cruz (Arena de Pernambuco)

Segunda fase da Copa do Brasil 2019
Santa Cruz 1 (4×2) 1 Náutico (Arruda)

Semifinal do Campeonato Pernambucano de 2020
Santa Cruz 0 (7×6) 0 Náutico (Arena de Pernambuco)

Trending