conecte-se conosco

PESérie DÚltimas

Um dia após queda no PE, Central acerta com ex-zagueiro Júnior Baiano para ser novo técnico

Publicados

em

Um dia depois de amargar o rebaixamento para a Série A2 do Campeonato Pernambucano, a diretoria do Central iniciou o planejamento para a disputa da Série D do Campeonato Brasileiro. Dessa forma, deve confirmar nesta quarta-feira (19) a contratação do ex-zagueiro Júnior Baiano para ser o técnico da equipe. A informação foi dada inicialmente pelo GE e confirmada pelo NE45 em contato com o presidente da Patativa, Alexandre César. Segundo ele, as negociações já estão “99%” acertadas, restando apenas a assinatura de contrato. O ex-defensor e atual treinador, inclusive, já está no Recife.

Confira tabela detalhada da Série D do Brasileiro

Zagueiro de sucesso nos anos 90, com passagens e títulos importantes por Flamengo, Vasco, Palmeiras e São Paulo, com direito a ser titular da seleção brasileira na Copa do Mundo de 1998, Júnior Baiano ainda está em fase inicial na carreira como treinador. Até o momento, foram apenas duas equipes dirigidas por ele. O Santa Helena, em 2018, e o Itumbiara, seu último clube em 2019, ambos de Goiás.

Segundo o presidente centralino, a chegada de Júnior Baiano faz parte do processo de restruturação do clube, após o rebaixamento para a Série A2 do Campeonato Pernambucano. A ideia é contar com o holofote em nome do treinador para trazer de volta a torcida e patrocinadores.

“Além de toda a bagagem que o Júnior traz como jogador ele é uma pessoa que vem se preparando para essa nova carreira de técnico. E fará parte do nosso processo de reestruturação do Central. Ele será mais uma engrenagem nesse processo e vem com muita vontade de contribuir”, destacou o mandatário alvinegro. “Precisamos só acertar alguns detalhes, mas hoje diria que está 99% acertado”, completou.

“A torcida do Central é carente de ídolos e ele vem agregar muito nesse novo projeto, que não conta apenas com ele. Júnior será a referência. Mas é um projeto que não envolve só o futebol. O Central pagou 70% das suas dívidas e hoje os débitos são infinitamente menores e controláveis. Infelizmente a questão política do clube atrapalhou”, continuou o mandatário patativa.

Obviamente, além do novo treinador, o presidente Alexandre César também adiantou que o elenco passará por uma reformulação após o vexame no estadual. Na Série D, com vaga herdada após desistência do Salgueiro, o Central está no Grupo 3 ao lado de ABC, América-RN, Atlético-CE, Campinense, Caucaia, Sousa e Treze. A estreia do time caruaruense será no dia 5 de junho, contra o América-RN, na Arena das Dunas.

“O elenco será bastante modificado. Não acreditamos quem um grupo que foi rebaixado no Campeonato Pernambucano tenha o sucesso que almejamos na Série D. Mas faremos tudo com os pés no chão e com muito mais cautela que o antigo comitê gestor do futebol, que já foi dissolvido, apresentou”, encerrou.

Trending